Agora na prática: alunos do 5º ano se preparam para vivenciar a Medicina na prática

Unesp Rubião Jr. – Alunos do 4º e 5º anos do curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) foram recepcionados em dois momentos nesta segunda-feira, 24, para o início do ano letivo. Graduandos do 5º ano acompanharam, no Salão Nobre da instituição, a apresentações feitas pela vice-diretora da FMB, professora Silvana Artioli Schellini; o superintendente do Hospital das Clínicas da FMB, professor Emílio Curcelli; além de representantes do Conselho de Graduação do curso de Medicina, do Núcleo de Apoio Pedagógico (NAP) e do diretor do Hospital Estadual Bauru, professor Antero de Miranda. 


Professora Silvana Schellini, vice-diretora da FMB, ponderou que a responsabilidade dos alunos do 5º ano é grande, já que começam a atuar de fato na Medicina. “Vocês estão aqui em tempo integral, inclusive para saberem ouvir e entender as necessidades do paciente”, afirmou.

O vice-coordenador da Graduação em Medicina, professor Paulo Villas Boas destacou que o internato (5º ano) é a fase de maior aprendizagem do curso. Ele enfatizou que os alunos poderão desfrutar de experiências práticas nas Unidades Básicas de Saúde, Pronto-Socorro Municipal e no próprio Hospital da Clínicas. “Botucatu possui um serviço de saúde hierarquizado, o que possibilita o aprendizado em vários níveis. Aconselho que vocês estudem bastante e aproveitem os plantões que fizerem”, frisou, se dirigindo aos estudantes.

Professor José Carlos Peraçoli, coordenador do NAP da FMB, reforçou que o 5º ano é uma etapa fundamental da formação dos futuros médicos.  “Aproveitem o máximo possível. Vocês devem se envolver em cada estágio da formação, sem focar apenas na especialização que farão depois. Para a carreira de vocês a formação geral será muito importante”, colocou para os universitários, a quem pediu que participem das avaliações propostas pela FMB e também das discussões da reforma curricular.

O superintendente do HC da FMB, professor Emílio Curcelli, explicou sobre as perspectivas para a unidade agora que se tornou uma autarquia da Secretaria de Estado da Saúde. Ele mencionou que a universidade já não tinha condições de manter o custeio da unidade, nem tampouco fazer investimentos – dificuldade que deve ser amenizada com a vinculação ao Estado. “O HC deverá melhorar e com isso o ensino também será melhor. Não deve haver dúvidas, pois consta na lei que o hospital será vinculado ao Estado para fins administrativos e à FMB para o ensino e pesquisa”, pontuou.

Ao mesmo tempo, na nova Central de Salas de Aula, o professor emérito da FMB, William Saad Hossne ministrava a primeira aula realizada nas recém-construídas instalações. Na plateia estavam os alunos do 4º ano de Medicina.

Prof. Saad ministra primeira aula da nova Central de Salas de Aula da FMB

 A nova Central de Salas de Aula da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) sediou, na manhã de segunda-feira, 24 de janeiro, a primeira aula efetiva nas instalações do complexo- construído ao lado da Administração da faculdade. Os pioneiros foram os alunos do 4º ano do curso de Medicina. 

 Com presença do diretor da instituição, prof. Sérgio Müller, da vice-diretora Silvana Schellini, além de professores dos cursos de Medicina e Enfermagem, a aula foi ministrada pelo professor emérito da FMB, Willian Saad Hossne. Foram abordados, durante explanação do professor, temas como ética médica, história da Medicina e papel da ciência no desenvolvimento humano.

 As instalações da nova Central de Salas de Aula da FMB foram concluídas no final de 2010. Projetado para ter acomodar grande capacidade de alunos, o complexo possui 2.475 m² de área construída, 13 salas com capacidade para 20 alunos cada uma. Já no primeiro pavimento há 3 salas para 60 alunos e no segundo piso, um espaço destinado a aulas para 120 pessoas. 

 Todas as salas contam ainda com moderno sistema audiovisual e ar-condicionado sendo que o local está preparado para futuras ampliações no número de vagas para os cursos de Medicina e Enfermagem.

 O complexo de salas de aula da FMB tem a previsão de ser ampliado ao longo dos anos. A expectativa é que estejam à disposição dos alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem, 38 salas, sendo 14 para 20 alunos, 4 para 40 pessoas , 17 para 60 graduandos e 3 para 120. Outra modernidade será o sistema de transmissão de arquivos para aulas que os professores terão à disposição.  
Leandro Rocha e Flávio Fogueral/ Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp e HCFMB

 
 
Compartilhar

Notícias relacionadas