Agora vai: Itaporanga dá ponta pé inicial para o Turismo

 

Começando de forma organizada e seguindo critérios técnicos e legais, o plano do prefeito Vilson Aparecido Rodrigues “Cachetão” de desenvolver a promissora atividade econômica do turismo em Itaporanga, que tem muito potencial para isso, vai ganhando corpo e tem tudo para dar certo, tendo em vista que conta com uma experiente assessoria de resultados reais.

Trata-se de Orlando “Du” Barreto que já deu palestras em mais de 200 cidades nos estados São Paulo, Paraná e Santa Catarina, foi prefeito de Brotas-SP em 4 mandatos e conseguiu, através do Turismo alavancar com números expressivos a economia do município que até 1993 girava em torno de uma única usina de álcool. E o atrativo turístico era um rio não muito expressivo e uma cachoeira.

Du Barreto usa o exemplo da sua cidade, Brotas como modelo a ser seguido nos municípios onde é requisitado.

Exemplo tendo como base o ano de                                1993                                2017
1 – Atividades de aventura, (boia-cross)                             1                                     27
2 – Atrativos pública (um parque e uma represa)                 2                                       4
3 – Atrativos particulares                                                   0                                      20
4 – Meios de hospedagem (hotéis, pensões e pousadas)       3                                      46
5 – Meios alimentação (restaurantes, bares e lanchonetes)   2                                      62
6 – Lojas artesanato                                                          0                                      10
7 – Agências de turismo                                                     0                                       18
8 – Associações turísticas                                                   0                                        3
9 – Serviço de Informações turísticas                                  0                                        1
10 – Número de turistas visitantes/ano                               0                               230.000
11 – Geração de empregos                                                  9                                 2.076
11 – População de Brotas                                          14.000(habitantes)                23.000 (habitantes)
12 – Arrecadação ISS Turístico ( 2014 – R$ 438.726,32), (2015 – R$ 533.270,08), e (2016 – R$ 858.564,70)

No início da do noite desta segunda-feira(18), o experiente empresário Du Barreto, da Barreto Assessoria, ministrou palestra para empresários e comerciantes locais e pessoas interessadas na indústria do turismo, atividade que mais gera emprego e renda no mundo.

Mais cedo, em audiência pública na Câmara Municipal, Du Barreto expôs aos vereadores como está trabalhando na estruturação, introdução e desenvolvimento do turismo em Itaporanga, visando a inclusão do município no M.I.T – Município de Interesse Turístico, da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, para, junto de cerca de 200 municípios interessados, concorrer a uma das 140 vagas ao Título, que garantira a cada um, repasse anual da ordem de R$ 600.000,00 para serem aplicados em Turismo, melhorias de estruturas e demais custeios relacionados à atividade.

Estiveram presentes o secretário municipal de Turismo e Cultura Cassiano Godoy e os vereadores Marcelo Camargo (presidente da Câmara), João Piá, João Mello, Gerson Viana, Custódio e Fábio Benini.

Na palestra para os empresários no pátio da Escola Vicente Russo, Du Barreto discorreu minuciosamente sobre o turismo, que envolve três lideranças: Poder Público, Empresários, e COMTUR (Conselho Municipal de Turismo).
Trabalhos em Itaporanga:

COMTUR – orientações, nova lei, regimento Interno e Fumtur;
Inventário turístico – identifica o que Itaporanga tem para o turismo;
Orientar Pesquisa de Demanda: perfil do turista;
Elaborar o PDT – Plano Diretor de Turismo:
Preparar os documentos para Itaporanga pleitear o MIT no Governo Estadual.

A infraestrutura: Plano Diretor de Turismo (PDT)
Saneamento Básico: água e efluentes,
Gestão de resíduos e limpeza pública,
Proteção ao Meio Ambiente, Rural e urbano,
Atendimento médico emergência
Turismo como matéria transversal no ensino
Envolvimento cultural da população,
Cursos de capacitação e profissionalização,
Fiscalização e segurança,
COMTUR e departamento exclusivo do turismo,
Marketing e venda turística,

Locais de distribuição: operadoras e agências turísticas, concierges em hotéis e promotores de venda,
Divulgação: assessoria de imprensa, anúncios em todas as mídias e feiras turísitcas
Estrutura necessária:

a) Atrativos públicos e privados (ex: abadia, mosteiro, mosteirinho, praças e jardins, Morro do Defunto e etc.
b) Calendário de Eventos
c) Artesanato local e produtos de origem
d) Meios de hospedagem e de alimentação
e) Receptivo Local
f) Receptivo turístico local
g) Serviço de Informação ao Turista
h) Sinalização Turística nos padrões internacionais

O produto oferecido, qualidade diferenciada e preço coerente.

O visual: a beleza das instalações, conservação de paisagem e conforto para os turistas.

Atendimento pessoal impecável, com cortesia e profissionalismo.

Disponibilidade: o turista deve encontrar os produtos ofertados nos 365 dias do ano.

Apresentou modelos de estabelecimentos (restaurantes, bares e lanchonetes) com respectivos tipos de decoração interior. Aproveitamento do espaço de vagas estacionamento de veículos em frente ao estabelecimento, com colocação de proteção e mesas e cadeiras, deixando a calçada livre para pedestre.
Modelos de atrativos particulares

Os meios: Os modos para o turista conhecer e ter acesso ao turismo local:
a) Acessos eficientes aos atrativos
b) Divulgação Institucional do turismo
6) Marketing e a venda turística.

A importância da economia turística, proporciona melhor qualidade de vida à população local,

O Projeto Turístico de alcance mundial Angra Doce e o que de proveito Itaporanga dele irá tirar.
Preservação ambiental: indústria limpa,
Abertura de novas empresas: emprego e renda,
Geração de impostos, que revertem em benefícios à população,
Ganho cultural pelo intercâmbio entre pessoas,
Distribuição da renda: hotéis, atrativos, restaurantes, farmácia, padarias, supermercados

 

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas