Alckmin solicita R$ 3,5 bi do governo federal para investimentos em abastecimento de água

O governador Geraldo Alckmin reuniu-se nesta segunda-feira, 10, em Brasília, com a presidente da República, Dilma Rousseff. Na audiência, Alckmin propôs ao governo federal a parceria em uma série de obras que vão reforçar o abastecimento de água no Estado de São Paulo. O pacote, que inclui medidas de curto e médio prazo, soma investimentos de R$ 3,5 bilhões de reais.

“Foi uma reunião proveitosa. Discutimos investimentos que já estamos fazendo no Estado. Um deles é a PPP do São Lourenço, que já está em obras desde o início deste ano. Além disso, temos obras permanentes de ampliação do tratamento para substituir o Cantareira. Trouxemos à presidente Dilma uma relação de investimentos que somam R$ 3,5 bilhões e envolvem um conjunto de obras”, disse Alckmin. “Tivemos uma boa conversa sobre a possibilidade de recursos do Tesouro ou financiamento”, completou o governador de São Paulo.

Após o encontro houve consenso para criação de um grupo de trabalho que vai se reunir no dia 17 para discutir os detalhes dos projetos apresentados pelo governador Geraldo Alckmin.

1. Interligação do reservatório de Jaguari (Bacia do Paraíba do Sul) ao Atibainha (Sistema Cantareira)
Justificativa: aumentar a segurança da oferta hídrica e a capacidade de reservação das duas bacias.
Valor: R$ 830 milhões
Prazo de execução: 14 meses

2. Barragens Pedreira (divisa municípios Campinas/Pedreira, rio Jaguari) e Duas Pontes (município de Amparo, rio Camanducaia)
Justificativa: aumentar a oferta de água para o abastecimento público no âmbito das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, beneficiando mais de 5 milhões de habitantes, mediante obras de regularização das vazões.
Valor: R$ 760 milhões
Prazo de execução: 30 meses

3. Sistema Adutor Regional de água bruta para as bacias do Rio Piracicaba, Capivari e Jundiaí
Justificativa: distribuir parte das vazões a serem regularizadas pelos reservatórios das Barragens Pedreira e Duas Pontes, atendendo cerca de 3 milhões de habitantes nos municípios cujas captações não serão beneficiadas pelas descargas para jusante.
Vazão: 4,5 m³/s
Valor: R$ 397 milhões
Prazo de execução: 18 meses

4. Interligação do Rio Pequeno com o Reservatório Rio Grande, na represa Billings
Justificativa: aumentar a oferta de água no Sistema Produtor Rio Grande que abastece a região do ABC, permitindo redução da área atendida pelo Sistema Cantareira.
Vazão: 2,2 m³/s
Valor: R$ 500 milhões
Prazo de execução: 24 meses

5. Estação Produtora de Água de Reúso (EPAR) para reforço do Sistema Produtor Guarapiranga
Justificativa: aumentar a disponibilidade hídrica em 14% do Sistema Produtor Guarapiranga, mediante tratamento em nível terciário do efluente existente no Interceptor Pinheiros-Margem Esquerda (atualmente destinado à ETE Barueri e lançamento no reservatório Guarapiranga).
Vazão: 2,0 m³/s
Valor: R$ 250 milhões
Prazo de execução: 12 meses

6. Estação Produtora de Água de Reúso (EPAR) para reforço do Sistema Produtor Baixo Cotia
Justificativa: aumentar a disponibilidade hídrica em 100% do Sistema Produtor Baixo Cotia mediante adução em trecho de 4,5 km do efluente tratado (nível secundário) da ETE Barueri para tratamento em nível terciário junto à ETA Baixo Cotia e lançamento na represa Isolina.
Vazão: 1,0 m³/s
Valor: R$ 275 milhões
Prazo de execução: 18 meses

7. Adutora Emergencial Jaguari-Atibaia para reforço da captação de Campinas
Justificativa: aumentar a oferta de água no ponto de captação de Campinas no Rio Atibaia nos períodos de baixas vazões desse curso d´água, mediante adução em trecho de 18,4 km a partir do Rio Jaguari.
Vazão: 1,5 m³/s
Valor: R$ 150 milhões
Prazo de execução: 9 meses

8. Perfuração de poços em área de afloramento do Aquífero Guarani e adução para bacias PCJ
Justificativa: aumentar a oferta de água para municípios localizados na porção oeste das bacias PCJ, mediante perfuração de bateria de 24 poços profundos e adução em trecho de aproximadamente 60 km.
Vazão: 1,0 m³/s
Valor: R$ 350 milhões
Prazo de execução: 24 meses
(Da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado de São Paulo)

Compartilhar

Notícias relacionadas