Aproveite: Dia 27 dermatologistas da FMB/Unesp fazem mutirão de prevenção ao câncer de pele

A Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) realiza, dia 27 de novembro, pelo 12º ano consecutivo, a Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele. Em Botucatu, como nas edições anteriores, os exames serão realizados no Centro de Saúde Escola, das 9 às 15 horas, sob a coordenação de dermatologistas instituição.


O objetivo é conscientizar a população sobre os meios capazes de impedir o surgimento da doença. Durante a campanha, serão realizados exames de pele gratuitos visando intensificar o diagnóstico e o tratamento dos casos. Os pacientes que necessitarem serão encaminhados para tratamento no Hospital das Clínicas da FMB.

Sobre o Câncer da Pele
Câncer da pele é o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Estas células se dispõem formando camadas e, de acordo com a camada afetada, definimos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares; o mais perigoso é o melanoma. 

A radiação ultravioleta é a principal responsável pelo desenvolvimento do câncer e o envelhecimento da pele. Ela se concentra nas cabines de bronzeamento artificial e nos raios solares. 

O carcinoma basocelular é o tipo mais freqüente, representando 70% dos casos. É mais comum após os 40 anos, em pessoas de pele clara. Seu surgimento está diretamente ligado à exposição solar acumulada durante a vida. Apesar de não causar metástase, pode destruir os tecidos à sua volta, atingindo até cartilagens e ossos. 

Como identificar o Câncer de Pele
Além da proteção solar, é importante fazer uma avaliação clínica da pele para prevenir o desenvolvimento da doença. É preciso estar atento a alguns sinais: 
Um crescimento na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida; 
Uma pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho; 
Uma mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.  
(Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB/Unesp e HCFMB – com informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia)
 
Compartilhar

Notícias relacionadas