Avaré: Maior Festival de MPB do Brasil começa amanhã

FAMPOPAvaré é uma cidade privilegiada, pois viu e ouviu primeiro nomes que são a síntese do que o Brasil passou a conhecer a partir da década de 90, como Lenine, Chico César, Jorge Vercilo, Zeca Baleiro, Moacyr Luz, Celso Viáfora, entre outros, aqui revelados ao longo da história da Feira Avareense de Música Popular – FAMPOP -, que chega este ano a sua 29ª edição.

RENATO TEIXEIRAE, se no passado tivemos nomes que hoje são consagrados no cenário musical brasileiro, o festival de Avaré continua a inovar e mostrar uma nova safra de artistas que aqui estão carimbando seu passaporte desde 2009, músicos como Dani Black, filho de Tetê Espíndola e Arnaldo Black, Pedro Viáfora, filho de Celso Viáfora, Pedro Altério, filho de Rafael Altério, Tó Brandileone, Thiago Augusto, filho de Sérgio Augusto, entre outros. É a nova geração, filhos de artistas aqui premiados, que hoje estão vindo para Avaré beber desta fonte.

NANDO REISNo sábado, dia 3, os avareenses terão a oportunidade de conferirem o show do patrono Nando Reis, ex-Titãs, que ficou conhecido como um dos maiores compositores da sua geração, compondo sucessos como “Diariamente” (com sua ex-namorada Marisa Monte); “All Star”, “O Segundo Sol” e “Relicário”, gravados por Cássia Eller; “Resposta” e “É Uma Partida de Futebol”, gravados pelo grupo mineiro Skank; “Do Seu Lado”, gravado pelo também mineiro Jota Quest e “Onde Você Mora?”, gravado pelo grupo Cidade Negra.

WILSON TEIXEIRAA figura do patrono foi criada no ano de 1987, quinto ano de realização da FAMPOP. A criação do patrono seria  uma homenagem a um compositor, que faria o show, comporia o júri e teria sua obra homenageada numa mostra retrospectiva. O primeiro patrono foi Edu Lobo e depois vieram nomes como Gilberto Gil, Paulinho da Viola, João Bosco, Ivan Lins, Braguinha, Carlinhos Lyra, entre outros.
Shows

Além de Nando Reis, o público poderá conferir os shows da banda avareense Clã Destinos, no dia 1º, que já conta com vários CDs gravados e vem se destacando em suas apresentações fora de Avaré e apresentará o espetáculo “Só Se For Agora”; no dia 2 o show será do também avareense Wilson Teixeira, músico vencedor de várias edições da FAMPOP como melhor música avareense, vencedor do Festival de Tatuí, um dos mais importantes do país, entre outras conquistas e, no dia 4, Renato Teixeira encerra o festival.

Evento paralelo
A FAMPOP se diferencia de outros festivais do Brasil por manter esse caráter de feira, com a realização de eventos paralelos, como lançamento de CDs, livros, encontro de letristas, entre outros. Como evento paralelo desta edição, o compositor e intérprete Jean Garfunkel, com 30 anos de carreira e 4 discos gravados (3 em dupla com seu irmão Paulo Garfunkel), e com composições nas vozes de cantores  importantes da MPB, tais como Elis Regina, Maria Rita, Zizi Possi, Renato Braz e Pena Branca e Xavantinho, lança no sábado, dia 3, às 17h00 no Hotel Villa Verde, seu primeiro livro de poemas e letras de música com prefácio do poeta e letrista Paulo César Pinheiro. Vale lembrar que Jean venceu a terceira FAMPOP com “Filhos do Sol”, em parceria com seu irmão Paulo Garfunkel.

MÚSICAS CONCORRENTES
* Quinta-feira, dia 1º de setembro (ELIMINATÓRIA AVAREENSE)
1 – Doce Amargura (Alexsandro Jerônimo) – Banda Fratura Exposta
2 – Mandela Embora (Ronaldo Peres) – Banda Clã Destinos
3 – Minha Canção (Ricardo Nass) – Anderson Carvalho
4 – Minha Razão (João Paulo Siqueira César) – João Gabriel Da Silva
5 – Colhedor de Amores (Davi Cortez) – Evandro Andrade
6 – Antídoto (Rosa Yuri / Fred Correa) – Vanessa Reis
7 – Astronauta sem Direção (Ronaldo Peres/Fernando Santos) – Banda Iandé
8 – Tava Andando Pela Vida (Alexandre Stehling) – Yasmim/Welby/Alexandre Stehling
9 – Pobre, Cego e Nú (Richard Dos Santos) – Richard dos Santos
10 – A Vida É Um Ponto (Alessandro Rios / Orlando Neto) – Maria Fernanda/Orlando Neto / Krys
11 – Esconjuro (Felipe Silva Lopes) – Felipe Silva
12 – Marés (Kleber Silveira / Flores) – Dois do Brejo
* Não está na ordem de apresentação

Regional
1 – Eu Carpi O Meu Quintal (Mael Maranho ) – Kleber Godóy e Flávio Mantovani
2 – Ela É Pensamento (Paulo César Stehling Filho) – Caio Amoêdo
Sexta-feira, dia  02 de setembro
1 – Choro Bossa – Vanderlei Pereira – Botucatu (SP) – instrumental
2 – Onde estive – Marcelo Amorim – Curitiba (PR)
3 – Quase um segredo – Elio Camalle – São Paulo (SP)
4 – Quem dirá – Pedro Viáfora / Pedro Altério – São Paulo (SP)/ Alambari (SP)
5 – Motor – Thiago Augusto – São Paulo (SP)
6 – Dia de jogo – Gê Tock – São Paulo (SP) – instrumental
7 – Lágrima – Erlan Melo – Belém (PA)
8 – Quebra cabeça – Dani Black – São Paulo (SP)
9 – Lojinha de um real – Paulo Padilha – São Paulo (SP)
10 – Seu tipo – Marcelo Segreto – São Paulo (SP)
Sábado, dia 03 de setembro
1 – Anjo Sertanejo – Ricardinho Paraíso – São Paulo (SP) – instrumental
2 – Guaiana – Bilora – Contagem (MG)
3 –  Descompasso – Daniel Altman / Diego Casas – São Paulo (SP)
4 –  14 de novembro – Luiz Dillah – Uberlândia (MG)
5 –  Antiga – Anderson Nóbrega / Carol Costa / Glauco Luz – Terezina (PI)
6 –  Outono – Thiago Brizolara da Rosa – Maringá (PR) – instrumental
7 –  Quero ser máquina – Paulo Monarco/ Dulce Quental – Cuiabá (MT) / Rio de Janeiro (RJ)
8 – A morte do boi – Ubiratan Souza – São Luiz (MA)
9 – Logo eu – Sonekka/ Zé Edu – São Paulo (SP)
10 – Deixe estar – Tó Brandileone – São Paulo (SP)
SUPLENTES CANÇÕES
1 – Me ame – Lula Barbosa / Joãozinho Gomes
2 – Flor da loucura – Marcus Lima / Márcio Proença / Elisa Lucinda
SUPLENTES INSTRUMENTAIS
Pra Sophia – Bruno Piazza – São Paulo (SP)
Zinga – André Fassa dos Santos – São Paulo (SP)

Compartilhar

Notícias relacionadas