Bairro Mosteirinho uma semana depois da enchente

Uma semana depois da enchente do Rio Itararé, na divisa de São Paulo com o Paraná,  que deixou muitos estragos, as nove famílias desalojadas no Bairro Mosteirinho, com cerca de 45 pessoas no total, continuam nas instalações do Mosteiro São José. Todas perderam praticamente tudo, móveis, eletrodomésticos, animais e mantimentos que tinham dentro de casa. Muitas residências foram destruídas e quase todas as pessoas saíram só com a roupa do corpo. Mas, aos poucos vão reconstruindo, fazendo a limpeza e pintando as moradias.

Nas imagens seguintes você nota até aonde a água chegou nas paredes das residências e o grau de destruição que ela causou não só nas casas como na Gruta Nossa Senhora das Graças, no salão de festas e no campo de futebol do bairro, que era sempre verde e agora se encontra sob uma grossa camada de lodo.

Para salvar os objetos de devoção e fé, o voluntário “Currila”, por volta da 1h da madrugada de sábado para domingo passado, nadou até o local da gruta e recuperou a imagem de Nossa Senhora das Graças( que está no mosteirinho) e parte de fotos e objetos,  testemunhos daqueles que alcançaram milagres. Pela grossa camada de lodo nesse ponto, acredita-se que por alí tenha passado correnteza de água, mas, os vasos de flores permaceram intactos.

Uma das líderes da localidade informou que o dinheiro arrecadado na última festa não será mexido e sim utilizado na reforma da gruta. A fé dos devotos é muito forte. Sem condições de chegar até a gruta, esses estão acendendo velas na beira do caminho, próximo dessa gruta.

A rotina da pescaria no final de semana retornou na manhã deste domingo

 

 

 

Mosteirinho, local onde as vítimas estão alojadas

 

 

  
 

Compartilhar

Notícias relacionadas