Barão de Antonina: prefeita Maria Neres assina convênio para construção de 30 casas populares

Em cerimônia realizada no Palácio Bandeirantes, na tarde desta segunda-feira (29/01), a prefeita Maria Neres assinou Convênio para construção de 30 casas no município de Barão de Antonina.
O evento contou com as presenças do governador Geraldo Alckmin, do ministro das Cidades Alexandre Baldy, do secretário estadual da Habitação Rodrigo Garcia e mais 34 prefeitos que foram contemplados pelo programa.
Os municípios contemplados são: Adamantina (45 unidades habitacionais); Alto Alegre (88 uhs); Álvaro de Carvalho (65 uhs); Arealva (34 uhs); Barão de Antonina (30 uhs); Bom Sucesso de Itararé (75 uhs); Braúna (96 uhs); Buritizal (93 uhs); Eldorado (21 uhs); Espírito Santo do Turvo (52 uhs); Guaiçara (98 uhs); Guatapará (97 uhs); Guzolândia (55 uhs); Ibirarema (91 uhs); Itariri (72 uhs); Jacupiranga (79 uhs); Lourdes (80 uhs); Luís Antônio (70 uhs); Manduri (56 uhs); Mombuca (76 uhs); Morungaba (100 uhs); Narandiba (100 uhs); Ouro Verde (100 uhs); Pedrinhas Paulista (53 uhs); Piquerobi (80 uhs); Platina (81 uhs); Presidente Alves (100 uhs); Santa Salete (48 uhs); Santo Antônio do Aracanguá (65 uhs); Santo Antônio do Jardim (98 uhs); São João do Pau d’Alho (50 uhs); Sarutaiá (91 uhs); Turiúba (86 uhs); e Zacarias (60 uhs).

Os empreendimentos são o resultado de parceria entre municípios, que doaram terreno, o Estado, que fará aporte financeiro de R$ 89,7 milhões por meio da Agência Casa Paulista; e Governo Federal, que destinará os recursos do Minha Casa, Minha Vida, dentro das regras do FAR e conforme o porte de cada município.

O acordo é executado pela Casa Paulista, agência de fomento habitacional lançada pelo governador Geraldo Alckmin em setembro de 2011, e pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Os agentes financeiros executores são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

Casa Paulista

A Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011 pelo Governo do Estado de São Paulo, para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista.

Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

Durante seu discurso no Palácio Bandeirantes o governador Alckmin comentou: “A gente fica muito, muito feliz porque não há nada mais importante do que proporcionar a essas famílias o acesso a segurança do teto e com valor menor do que o aluguel de R$ 80 a R$ 240 de prestação para ser dono da casa. Casas da melhor qualidade”.

A prefeita Maria Neres, comemorou muito a assinatura deste convênio, pois se trata de mais uma grande conquista de sua administração e se mostrou feliz em proporcionar moradia a 30 famílias de Barão de Antonina, que terão um lar digno.

Compartilhar

Notícias relacionadas