Boa iluminação promove conforto visual para os pets

Algumas orientações podem tornar o dia a dia dos cães e gatos mais saudável e alegre

Texto: Sérgio Dias
Fotos: Pixabay

Um lar com uma boa iluminação, com diferentes tipos de luzes, interfere em nosso metabolismo e na nossa saúde. Isso também acontece com os animais, como os cães e gatos. Pensando nisso, preparamos na coluna dessa semana algumas orientações para tornar o dia a dia dos pets mais saudável e alegre.

Os cachorros, por exemplo, têm um horário ideal para dormir e acordar, ou até mesmo tirar uma soneca, sempre de acordo com o ciclo circadiano, que é o ritmo natural do próprio corpo, que dura as 24 horas do dia e que regula as principais atividades e processos biológicos.

Se o tutor perceber que o seu pet está mais agitado, estressado ou dormindo mal nos últimos tempos, isso pode ter relação com o tipo de luz escolhida para a sua casa.

Da mesma maneira que a intensidade ou temperatura de cor das lâmpadas pode influenciar o nosso bem-estar diário, isso também pode ocorrer com os nossos pets. A boa notícia é que o tutor pode criar um ambiente mais tranquilo para os cães e gatos.

Assim como nós seres humanos, os cães e gatos também utilizam a luz natural para regular todas as atividades cotidianas. Dessa forma o tutor deve priorizar a luz natural para o seu bem-estar.

Então, sempre que possível opte por ampliar o contato dos pets com as áreas externas de casa ou então mantenha as cortinas e janelas abertas para que eles tenham contato com as diferentes fases do dia.

Já no caso da iluminação artificial, por meio de lâmpadas e peças diversas, recomendável que elas simulem a luz natural. Produtos que promovam a luz difusa e indireta, além de iluminarem o ambiente de forma homogênea é a melhor pedida.

Uma boa sugestão é utilizar luminárias que permitam a regulagem da intensidade da luz, para uma melhor adaptação ao período noturno, criando cenas agradáveis de sono, dizem os especialistas da loja de iluminação Yamamura.

As luminárias que possuem temperatura de cor variável, chamadas de branco dinâmico, também são ótimas para esse fim, pois é possível ajustar a coloração da luz ao longo do dia, variando entre as temperaturas de cor quente e fria, ou seja, dos tons mais amarelados até os brancos mais intensos.

Em ambientes de permanência dos pets é importante evitar luzes muito brilhantes ou focais, pois podem danificar a visão dos animais. O tutor precisa tomar cuidado com artigos de iluminação que pisquem muito, seja em razão do efeito decorativo da peça ou de algum problema específico do produto, pois pode causar picos de estresse, além de desregularem o sono dos animais.

Luminárias com fios longos e aparentes, como as peças de mesa ou piso, que se ligam na tomada, também não são indicadas para ambientes com pets, pois alguns deles podem mordê-las ou arranhá-las no meio da brincadeira.

Além de danificar a peça, isso poderá causar choques. Por isso, vale a pena investir em artigos de iluminação que fiquem mais altos, como trilhos com spots, pendentes, plafons e arandelas, especialmente nas versões de embutir no caso dos dois últimos.

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments