Botucatu: Gente Unida de Vila Maria é a campeão do Carnaval

CARNAVAL 2012 - APURAÇÃO (1)ESTOPIM DA FIEL - FOTO MARCELINO DIAS (1)ESTOPIM DA FIEL - FOTO MARCELINO DIAS (2)GENTE UNIDA DE VILA MARIA - FOTO MARCELINO DIAS (1)

Foi realizada nesta quinta-feira (23), na Casa do Artesão II, a apuração dos votos das escolas de samba que participaram do Carnaval 2012 em Botucatu. A Gente Unida de Vila Maria, com 132,75 pontos sagrou-se a grande campeã do desfile desse ano e a Estopim da Fiel com 125,25 ficou com o vice-campeonato. E mais: GCM realiza ações contra traficantes durante o Carnaval

Os quesitos avaliados foram: baianas, alegoria e adereços, fantasia, samba enredo, bateria, mestre sala e porta bandeira e comissão de frente. A escola vencedora obteve maior número de pontos em seis das sete categorias analisadas, empatando apenas no quesito “baianas”.

A premiação é realizada de acordo com o total de votos que os jurados deram às escolas, divididos por quesitos. Para cada um deles, a escola vencedora receberá R$ 1.200 em materiais para confecção de fantasias para o carnaval 2013. As escolas Gente Unida de Vila Maria e Estopim da Fiel, consecutivamente, receberão um valor de R$ 7.800 e R$ 600 a serem utilizados na produção dos desfiles para o próximo ano.

Segundo Fredi Wanderley Pimentel, secretário adjunto de Turismo, o carnaval em Botucatu foi tranquilo e civilizado, atraindo um público de aproximadamente 10 mil pessoas nos desfiles na Rua Amando de Barros.

“Dentro das nossas limitações, fizemos o melhor possível e a população ficou satisfeita com as escolas de samba. O som, que antes era um problema, esse ano foi de primeiríssima qualidade e a apresentação da Acadêmicos da Tucuruvi pode ser considerada como um presente para a nossa cidade”, diz.

GCM realiza ações contra traficantes durante o Carnaval

A Guarda Civil Municipal (GCM) efetuou importantes ações voltadas à segurança pública de Botucatu no período de Carnaval, principalmente casos envolvendo tráfico de drogas.

No sábado (18), em ação conjunta com a Polícia Militar, guardas municipais realizaram uma operação no Jardim Santa Mônica, região Sul. Denuncia apontava que três indivíduos traficavam drogas na Rua Jornalista Pedro Chieradia, local conhecido por ser ponto de venda de drogas e palco de inúmeras outras prisões feitas pelas forças policiais.

Diante das informações ricas em detalhes, os agentes do Gape (Grupo de Ações Preventivas Especiais) juntamente com policiais militares foram até o local e prenderam três rapazes: um de 21 anos, outro com 18 anos, além de um menor de 17 anos. Com a chegada das viaturas os indivíduos tentaram empreender fuga, porém foram detidos e presos em flagrante delito pelo crime de tráfico de entorpecentes. Fato curioso é que no muro onde os traficantes costumavam ficar está escrito os seguintes dizeres: “diga não as drogas".

A ação resultou na apreensão de 14 papelotes de crack, 18 pedras da mesma droga que iriam ser embaladas, 14 papelotes de cocaína, um celular, R$ 78 em dinheiro, e 71 saquinhos transparente vazios que seriam utilizados para embalar drogas.

Os envolvidos foram encaminhados ao Plantão Policial. Dois foram recolhidos à Cadeia Pública de Botucatu e o menor à Cadeia de São Manuel.

Já na terça de Carnaval (22), na Rua Capitão Ariovaldo Corrêa Pinto, Vila São Luiz, região Central, o Inspetor Pimentel ao lado dos GCM’s Nogueira e Pichinin do Gape prenderam um adolescente de 17 anos que traficava no local. O menor tentou fugir ao ver a viatura da Guarda Municipal, mas foi detido ao entrar numa casa abandonada. Foram encontradas com o infrator uma “paranga” de maconha, um “pino” de cocaína, R$42 em dinheiro e um aparelho celular.

Durante abordagem dos agentes, o jovem confessou ser traficante e usuário de drogas. Ele ainda levou os guardas a uma residência desabrigada onde guardava mais cinco parangas de maconha e 20 pedras de crack embaladas, prontas para venda.

A mãe do adolescente informou que o filho ficou dois meses na Fundação CASA e estava em liberdade assistida por já ter sido surpreendido vendendo drogas anteriormente. No Plantão Policial, a delegada deliberou a apreensão do menor que foi recolhido à Cadeia Pública de São Manuel, onde ficou a disposição da Vara da Infância e Juventude de Botucatu.

Lei Maria da Penha – Na manhã do dia 17, a GCM prendeu um homem de 28 anos, na Vila São Lúcio, onde o indiciado foi até a residência de sua ex-amásia e a ameaçou, desobedecendo a ordem judicial que o limitava a não ter nenhum tipo de contato com a vítima, uma vez que já havia sido preso outras vezes pelo mesmo tipo de crime. Nesta situação os GCMs compareceram no local através de solicitação pelo número 199 e prenderam o indiciado que foi conduzido até a Delegacia da Mulher, onde foi preso em flagrante delito com enquadramento na Lei Maria da Penha, ameaça e desobediência.

Procurado pela Justiça – No mesmo dia 17, Guardas Civis Municipais efetuaram a prisão de outro homem, este com 30 anos de idade. O fato ocorreu na Avenida Paula Vieira, no Camim [Centro de Apoio ao Migrante, Itinerante e Mendicante], onde numa averiguação rotineira os agentes descobriram através do Sistema Infoseg que o albergado era procurado pela Justiça, com condenação no art. 180 do Código Penal (Receptação). Diante da situação, os guardas conduziram o indiciado até a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) onde o delegado deliberou a recolha do indivíduo à Cadeia Pública de Botucatu.

Compartilhar

Notícias relacionadas