Botucatu: governador de São Paulo em exercício visita áreas prejudicadas pela chuva da madrugada de segunda-feira

Foram 284 mm de chuva que causaram muita destruição de infraestrutura, deixando 155 desabrigados e 30 alojados em ginásio, além de 3 mortes e 1 desaparecido – O governador em exercício do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, visitou Botucatu na manhã desta terça-feira, 11. Acompanhado do prefeito Mário Pardini, Garcia foi até áreas do Município que foram afetadas pelas fortes chuvas da madrugada de segunda-feira, 10, como a Rua Rafael Sampaio e a Ponte do Salgueiro.

“Desde as primeiras horas da madrugada recebi o contato do prefeito e pudemos notar a gravidade do que havia ocorrido. Em conversa com o governador João Dória, viemos avaliar, realizar um plano de contingencia para garantir a integridade e o abastecimento de água da população e já darmos o passo inicial nos projetos estruturantes. Também olhamos estradas da região e acionamos as concessionárias para que rapidamente restabeleçam as ligações entre municípios”, afirmou o vice-governador.

Estiveram presentes na comitiva do vice-governador, o secretário do Estado de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, o diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Ricardo Borsari, e representantes da Defesa Civil do Estado de São Paulo. O deputado estadual Fernando Cury e vereadores de Botucatu também acompanharam as visitas.

A Guarda Civil Municipal e a Defesa Civil fecharam, na tarde desta terça-feira, 11, um balanço parcial dos atendimentos realizados em decorrência das chuvas que atingiram Botucatu desde a madrugada de segunda-feira, 10. Foram 226 chamados pelo telefone 199 de pessoas pedindo algum tipo de auxílio.

A Defesa Civil e a Secretaria de Assistência Social de Botucatu continuam prestando atendimento às pessoas desabrigadas e desalojadas pela chuva. São 155 desabrigados, sendo que 30 estão alojados no Ginásio Municipal de Esportes “Mario Covas Júnior”. As demais pessoas foram acolhidas por parentes e amigos.

“Com a vinda do governador a gente cumpre uma importante etapa do nosso desejo de reconstrução do Município. Tão logo o Estado e o Governo Federal homologuem nosso decreto de calamidade, poderemos adotar um regime especial de contratação para reconstrução do Município e até assinar convênios de repasses para nos ajudar nessa trabalhosa missão”, citou o prefeito Mário Pardini.

Foram cerca de 284 milímetros de chuva, durante toda a segunda-feira, 10, segundo registros da Estação Metrológica da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA/Unesp). O maior volume ficou concentrado entre 1 e 4 horas da manhã.
Ao todo, sete pontes caíram e outras cinco ficaram danificadas. As pontes que caíram foram: Rua Coronel Fernando Prestes (Centro), Avenida Itália (Garagem Municipal), Rua Rafael Sampaio (Centro), Rua Amando de Barros (Centro), Rua Prefeito Tonico de Barros (Centro), Estrada Moretto (Acesso a SP-191), e Fazenda Experimental do Lageado (Unesp/FCA).

A Prefeitura de Botucatu lamenta a morte de 3 pessoas em incidentes na Rodovia Marechal Rondon e na Alcides Soares. Uma quarta vítima ainda não foi localizada, e o Corpo de Bombeiros de Botucatu continua trabalhando na localização das vítimas. (Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Botucatu-SP)

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de