Botucatu implanta tecnologia de Biometria Facial no transporte coletivo e já evita tentativas de fraudes

Em funcionamento desde final do mês de outubro deste ano, tecnologia registrou fraudes em cartões escolares, de idosos, guardas-mirins e de pessoas com deficiência.

Por meio de esforços das duas empresas de ônibus que operam na cidade e que formam o Consórcio do Transporte Coletivo de Botucatu (CTCB), funciona desde o final de outubro o sistema de Biometria Facial. O objetivo é identificar e coibir possíveis fraudes e os primeiros casos já foram identificados. Esse processo teve início em julho deste ano, quando os usuários passaram por um recadastramento para atualização de suas informações.

Os levantamentos feitos até o momento registram que aproximadamente 8,3% do uso de cartões com benefícios (Guarda Mirim, Correios, Estudantes, Idosos e PCDs) se mostraram irregulares, ou seja, foram registrados casos de utilização indevida, considerando que o sistema foi instalado em todos os ônibus da frota do município. As não conformidades registradas até o momento estão servindo para análise e advertências.

Essa implantação visa combater fraudes envolvendo isenções e meia-passagem, para casos como de estudantes, idosos e pessoas com deficiência, já que tais benefícios são intransferíveis e o uso indevido destes benefícios tem impacto direto no custo das tarifas onerando a quem paga a passagem.

Para evitar transtornos e bloqueio de cartões, os usuários precisam manter seus cadastros sempre atualizados e não devem emprestar o cartão para ninguém.

Os prazos

A fim de realizar a atualização dos dados cadastrais dos usuários com benefícios de gratuidade integral ou meia-passagem, foi realizado um processo de recadastramento. A ação teve início no dia 23 de julho e seguiu até 2 de setembro, com prazo prorrogado até 15 de setembro, realizando atendimento em horários diferenciados e até mesmo aos finais de semana. Quem não conseguiu comparecer neste período, pode ir até o CTCB e solicitar a atualização do seu cadastro, para não correr o risco do bloqueio ou perda do benefício.

O sistema de biometria

A biometria facial é a tecnologia para avaliação das características faciais de uma pessoa com base em seus parâmetros digitais. A implantação do sistema visa combater ações de fraudes no uso de benefícios e já está em operação em várias cidades brasileiras. Pela segurança oferecida, a ferramenta já está sendo utilizada em diversas organizações para proteger tanto o usuário quanto o fornecedor do serviço.

Por se tratar de uma tecnologia com alto índice de acerto, não há como negar a efetividade da biometria facial para garantir a segurança de espaços e atividades, pois ferramenta é uma forte aliada em todos os processos de identificação e autenticação de pessoas. (Da 4Toques – Assessoria de Comunicação e Imprensa)

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de