Botucatu inaugura nova iluminação no Largo da Catedral

A noite deste  domingo (27) foi inesquecível para a população botucatuense que viu de perto o Largo da Catedral Metropolitana de Sant’Anna literalmente renascer como o verdadeiro coração de Botucatu. Um evento com a presença ilustre da Orquestra Sinfônica Municipal apenas abrilhantou ainda mais a entrega oficial do novo sistema de iluminação do espaço tombado pelo patrimônio histórico, contemplado pelo programa “Ilumina Botucatu”, uma parceria entre Prefeitura e CPFL Paulista.


Centenas de pessoas, acompanhadas de suas respectivas famílias, que haviam acompanhado a missa das 19 horas se surpreenderam com o novo visual valorizado pela luz branca dos oito postes ao estilo “veleiro”, de 12 metros de altura, com quatro luminárias cada e lâmpadas de vapor metálico de 250 watts. O investimento de R$ 145 mil na nova iluminação deste específico trecho também incluiu o soterramento de toda a fiação que transpassa o Largo, o que valoriza ainda mais toda a beleza da Catedral e prédios históricos ao seu redor.

Na contagem de cinco segundos, acompanhada pelo público, a nova iluminação foi acionada pelo prefeito João Cury Neto e o Padre Emerson Anizzi. O trecho uniu a nova iluminação já instalada nas avenidas Santana e Dom Lúcio. Estes dois movimentados corredores da Cidade têm agora 115 braços em formato de “Y”, com duas luminárias cada, em ambas as avenidas, totalizando 230 pontos de luz com lâmpadas de vapor metálico [cor branca] de 250 watts. O investimento, de cerca de R$ 160 mil, além de melhorar o aspecto visual das avenidas, também proporcionará mais segurança para pedestres e motoristas.

Giuliano Emanuel Vieira, gerente de cobertura da CPFL Paulista, diz que a nova iluminação na Catedral é o grande símbolo do programa, no qual trabalha em seu desenvolvimento há quase dois anos. “Toda a equipe da CPFL se envolveu neste projeto, que é um marco para o Município. Apenas Ribeirão Preto, Campinas e outra cidade do litoral possuem sistemas de iluminação semelhantes. Mas este de Botucatu foi especial porque houve um plano diretor detalhado. Por tudo o que envolveu esse programa de iluminação, já me sinto botucatuense”, revela.

Visivelmente feliz em participar de um momento histórico para Botucatu, o prefeito João Cury Neto não poupou elogios ao projeto: “Tudo foi pensado nos mínimos detalhes. Com toda a fiação enterrada, o quadrilátero do Largo da Catedral fica mais valorizado. Esse programa de iluminação sempre foi uma das prioridades do nosso governo desde o início, pois sabíamos que mudaria radicalmente a Cidade, como já temos visto nas principais avenidas e ruas. E a população tem elogiado o serviço, principalmente pela parte de segurança. Mas além disso, essa nova iluminação também mexe com a nossa autoestima, torna a

Cidade mais agradável e charmosa aos olhos das pessoas. Isso se reverte em melhor qualidade de vida. Com certeza é um dia inesquecível para toda população”, comenta.

Sobre o Ilumina Botucatu – O Ilumina Botucatu é o maior plano de iluminação pública da história do Município. Ele contempla investimentos em expansão, substituição e eficientização dos atuais pontos de iluminação pública e está orçado em R$ 1.866.000,00.

O programa prevê a substituição de 1.312 pontos de iluminação de vapor de mercúrio para vapor de sódio, principalmente na região periférica da Cidade e Distritos, e a melhoria da iluminação no entorno de 35 escolas, garantindo mais segurança à comunidade. Já foram contempladas pela “linha branca” as avenidas Vital Brazil, Floriano Peixoto, Professor José Pedretti Neto, Leonardo Villas Boas, Deputado Dante Delmanto, além das ruas Major Matheus, Campos Salles e Visconde do Rio Branco [entre a Praça Brasil/Japão até o viaduto Ageo Maurício de Oliveira, que dá acesso à Rodovia Domingos Sartori].
O próximo trecho a ser contemplado com lâmpadas de vapor metálico de 250 watts será o Elevado Bento Natel. A linha branca serve inclusive como guia aos motoristas que trafegam pela Cidade e desejam encontrar a saída para as rodovias Marechal Rondon e João Hypolito Martins (Castelinho).

Além da linha “branca”, Botucatu também terá a chamada “linha amarela”, com lâmpadas de vapor de sódio de 250 watts, que será implantada ainda em 2011 nas rodovias Domingos Sartori e Antônio Butignoli [vias de acesso à Unesp], João Hipolyto Martins [Castelinho] e Gastão Dal Farra.

A Prefeitura de Botucatu e a CPFL Paulista estão em fase de tratativas junto com o DER [Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo] e Rodovias do Tietê para a concessão que autoriza a instalação da nova iluminação também nas rodovias citadas acima. (Da Secretaria Municipal de Comunicação)
 
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas