Butantan detém técnica para duplicar vacinas contra a gripe Suína

Instituto Butantan-SPO Instituto Butantan vai utilizar uma técnica desenvolvida pela própria entidade para duplicar 17 das 41 milhões de doses de vacina contra a gripe A H1N1, que serão distribuídas pela Secretaria de Saúde. Veja a matéria sobre o recebimento dos primeiros lotes da vacina contra a doença aqui. O Instituto deve iniciar produção nacional de vacinas em 2011

Para duplicar as 17 milhões de doses, o Instituto deve usar um produto que aumenta a resposta imunológica e é conhecido como adjuvante, permitindo aumentar a quantidade de vacinas com a mesma quantidade de antígenos, substância que estimula a produção de anticorpos contra a doença.

"O custo cai pela metade e o poder imunogênico é bem maior, o que facilita ao Brasil enfrentar uma situação delicada novamente", disse o secretário de Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata na cerimônia de recebimento dos primeiros lotes da vacina ao Butantan.

A técnica pioneira do instituto aguarda a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para submeter a vacina a ensaios clínicos.

Além do trabalho desenvolvido com os adjuvantes, o Instituto Butantan, que é responsável por 95% das vacinas produzidas no país, deve iniciar a produção das primeiras vacinas brasileiras com a gripe A H1N1 em meados de 2011.

O Instituto já detém os equipamentos necessários para a produção da vacinas, mas ainda depende da certificação do laboratório francês Sanofi-Pasteur, que é responsável pela transferência de tecnologia. Quando a produção estiver autorizada, "o Brasil ficará com autonomia na produção dessa vacina da gripe", avaliou o governador José Serra.

Do Portal do Governo do Estado de São Paulo

 

Compartilhar

Notícias relacionadas