Cadú, que receberia transplante de medula em julho, morreu hoje

O garotinho Carlos Eduardo Apolinário, 5 anos, que por três anos lutou contra uma (LLA) Leucemia Linfócita Aguda, e receberia o transplante no mês de julho próximo, não resistiu e faleceu nesta segunda-feira, 16. Seu corpo está sendo velado no Velório Municipal. Vestido com uma camisa azul, suas pequenas mãos foram envolvidas por um rosário. Da cintura para baixo foi coberto por pétalas de rosas. Seu sepultamento será às 17h. 


O drama vivido por ele – dificuldade em localizar um doador compatível – mobilizou toda a comunidade itaporanguense e de várias cidades da região em uma campanha de teste para localizar um doador. 

Uma equipe do Hemonúcleo Regional de Jaú, do Hospital Amaral Carvalho(referência nacional em tratamento de câncer) esteve em Itaporanga, no Centro de Saúde Dr. Nelson Lamos de Oliveira,  no dia 24 de junho do ano passado para colher amostras de sangue para detectar um doador compatível. Cerca de 1.500 voluntários compareceram para esse teste, fato que superou, devido a grande quantidade de pessoas, as expectativas do próprio pessoal do Hemonúcleo de Jaú, acostumados com outras campanhas não tão bem sucedidas em outras localidades.
 

No entanto, o seu doador foi localizado no Rio de Janeiro, a várias centenas de quilômetros de distância de Itaporanga-SP. Estava tudo certo para o transplante em julho, mas, não deu tempo.  

Veja o que o Itaponews publicou sobre este assunto


 
 
Compartilhar

Notícias relacionadas