CATI antecipa venda de grãos em prol dos produtores paulistas afetados pela paralisação dos caminhoneiros

Considerando o desabastecimento causado pela paralisação dos caminhoneiros em todo País, a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), por meio de seu Departamento de Sementes, Mudas e Matrizes (DSMM), antecipou a oferta de cerca de 300 toneladas de grãos de milho de alta qualidade em seus Núcleos de Produção de Sementes (NPS) e nas Casas da Agricultura (CA). A portaria foi publicada no último dia 31 de maio, no Diário Oficial do Estado de São Paulo (DOE), e tem o propósito de auxiliar o produtor afetado pela greve.

Os grãos comercializados não possuem potencial de germinação, no entanto podem ser utilizados como alimento para animais e humanos. A portaria do DSMM autoriza os NPS a recusarem todas as sementes de milho que não foram comercializadas para as safras 2016/2017 e 2017/2017, e ofertá-las como grãos aos produtores.

“O DSMM antecipou a recusa da semente, pois depois que o prazo de validade terminar, ela não possui mais o potencial de germinar, no entanto é um grão selecionado e de altíssima qualidade”, explicou Ricardo Lorenzini, diretor do DSMM, afirmando que o período de plantio do milho se encerrou devido à época de baixas temperaturas. “Antecipamos o procedimento, uma vez que nenhum produtor iniciará a plantação de milho nesse momento, mas a comercialização do grão de milho continua”, disse.

O diretor do DSMM afirmou ainda que o produto ofertado pela CATI possui qualidade superior em relação aos grãos ofertados para alimentação animal. “Tratam-se de sementes tratadas com terra diatomácea, produzidas sob padrões rígidos de qualidade e pureza”, disse.

As cerca de 300 toneladas são comercializadas pelos 13 NPS da CATI e também por algumas CAs. São sacos de 20kg no valor de R$ 0,65 o quilo, preço abaixo da média praticada em todo o País, segundo Lorenzini. Os grãos podem ser comprados com cartão de crédito ou débito, boleto bancário ou em dinheiro em espécie.

Para saber se a Casa da Agricultura da sua cidade possui o grão, acesse nosso site (www.cati.sp.gov.br), vá na aba “institucional”, depois em “endereços” e ligue para se informar.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Se inscreva  
Notificação de