CATI ensina como fazer xarope e bala de guaco

 

Bala de guaco e gengibre pode ser usada para amenizar sintomas de gripe, rouquidão e infecção na garganta – Durante a XV Semana de Fitoterapia, realizada de 18 a 20 de abril em Campinas, a equipe da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, preparou três receitas onde o guaco é o ingrediente principal.

O guaco é uma planta medicinal utilizada para amenizar sintomas de gripe, rouquidão e infecção na garganta. Cientificamente já está provado que essa planta apresenta propriedades medicinais expectorantes e broncodilatadoras. Popularmente, o guaco também é usado para tratar reumatismo, infecções intestinais e cicatrizar ferimentos. A planta não apresenta princípios tóxicos, entretanto deve ser usada com cautela, evitando-se todo tipo de excesso, pois seu uso pode interferir na coagulação sanguínea.

Essa planta não é facilmente encontrada nas redes de hortifrúti, mas o plantio, por meio de mudas produzidas pelo enraizamento de estacas de caule, pode ser feito em hortas ou vasos caseiros; como é planta trepadeira, precisa ser tutorada ou conduzida em espaldeira ou plantada junto a uma cerca. Por ser uma planta relativamente rústica, o guaco não exige muitos cuidados. Para garantir um crescimento robusto, é recomendável, por ocasião do plantio, incorporar ao solo uma adubação com húmus de minhoca. Nos períodos de seca é importante estar atento para manter a terra úmida, irrigando sempre que necessário, mas evitando encharcamentos.

ATENÇÃO: ESTE TEXTO TEM CARÁTER INFORMATIVO. PROCURE NÃO USAR PLANTAS MEDICINAIS OU MEDICAMENTOS SEM O CONHECIMENTO DE UM PROFISSIONAL DA SAÚDE HABILITADO.

RECEITAS COM AÇÚCAR OU MEL NÃO PODEM SER USADAS POR DIABÉTICOS E O PRÓPOLIS NÃO PODE SER USADO POR PESSOAS ALÉRGICAS A ABELHAS.

Acompanhe, abaixo, as receitas preparadas por Maria Cláudia Blanco, engenheira agrônoma da CATI, e por Beatriz Cantúsio Pazinato, nutricionista da instituição.
Receita de xarope de guaco com açúcar – acesse o vídeo
Ingredientes:

• 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas, +- 8 folhas grandes
• 1 xícara (chá) de água
• 2 xícaras (café) de açúcar cristal ou mascavo ou 1 xícara de mel
• 10 gotas de tintura de própolis (opcional)

Preparo: coloque as folhas frescas picadas na água em fervura. Deixe ferver por 3 minutos. Coe e acrescente o açúcar cristal ou mascavo. Leve novamente ao fogo brando, até o açúcar derreter.

Receita de xarope de guaco com mel – acesse o vídeo
Ingredientes:

• 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas +- 8 folhas grandes
• 1 xícara (chá) de água
• 1 xícara de mel (usar a mesma proporção do chá)
• 10 gotas de tintura de própolis (opcional)

Preparo: coloque as folhas frescas picadas na água em fervura. Deixe ferver por 3 minutos. Acrescente o mel e misture muito bem.

Bala de guaco com mel e gengibre – acesse o vídeo
Ingredientes:

• 2 xícaras de açúcar cristal
• 1 xícara de água
• 8 folhas grandes de guaco
• 4 colheres (sopa) de mel
• 1 colher de sopa de gengibre ralado (usar só o sumo, desprezando a fibra)

Preparo:

– forrar uma assadeira com camada grossa de açúcar, fazer cavidades e reservar;
– fazer um chá fervendo por 3 minutos o guaco, desligar acrescentar o gengibre, abafar por mais 5 minutos e coar. Colocar o chá e o açúcar em panela (esmaltada, refratária ou de inox) e levar ao fogo até derreter o açúcar;
– acrescentar o mel e apurar até o ponto de bala;
– pingar nas cavidades de açúcar da forma reservada;
– esperar esfriar e virar as balas no açúcar da forma;
– guardar em potes com tampa ou enrolar em papel celofane.

Beatriz Cantúsio, nutricionista da CATI, e Maria Cláudia Blanco, engenheira agrônoma da instituição, sugerem receitas elaboradas com plantas medicinais e alertam que é importante sempre consultar um médico.

Compartilhar

Notícias relacionadas