Chuvas: rios Verde e Itararé já transbordam

As chuvas torrenciais que caem nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil, desde o começo de dezembro, continuam causando estragos, mortes e deixando muitos desabrigados. Aqui em Itaporanga, o Rio Verde já cobriu a régua que mede seu volume e a água já atingiu  as vigas da ponte, que, mesmo sem veículos passando por ela, vibra muito devido a força da correnteza. Este fato tornou-se atração para os itaporanguenses que se dirigem a local, de carro ou à pé para ver Rio Verde, cheio como nunca, talvez.

O Rio Itararé, na estrada Itaporanga/Santana, que divide os estados de São Paulo e Paraná, a 6 quilômetros, também já está superando marcas históricas, pois está chegando a 8 metros acima do nível normal, e  está invadindo residências, forçando os moradores a retirarem o que podem(fotos feitas por volta das 13h de hoje). De acordo com esses moradores, esta enchente está superando a maior de todas, a que ocorreu em 1997. Muitas casas e  propriedades nessa região estão ilhadas.

E por causa de quedas de cabeceiras de uma ponte entre Itapeva e Itararé, todo o trânsito foi desviado para a rodovia  que corta Itaporanga e liga com o Paraná e os demais estados do Sul. Devido a isso, já começam a aparecer estragos na pista. 

A previsão de chuva para este sábado era de 29 mm, mas o volume desta madrugada já atingiu 55 mm, segundo informações de moradores da beira do Rio Itararé, no Bairro Mosteirinho, onde tem uma encarregada pela medição do volume pluvial.  Mas a partir deste domingo a previsão indica que o volume de chuva deve reduzir, ficando com uma média diária de 3 mm ao dia até a próxima sexta-feira(7).
 

Agora imagens da ponte sobre o Rio Itararé, na divisa dos estados de São Paulo e Paraná:

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas