Taquaritubense na semifinal do Se Ela Dança Eu Danço (SBT)

Selecionado entre os mais de 10 mil inscritos, entre grupos, duplas e solos dos mais diversos estilos para o Se Ela Dança, Eu Danço, do SBT, que é a maior competição de dança já realizada na América Latina, o jovem taquaritubense Cleiton Sia, em estilo solo, convenceu o rigoroso juri especializado, composto por João Wlamir, Lola Melnick e Jarbas Homem de Mello, e está na semifinal. Caso passe para a final em novembro e vença o concurso, ganhará R$ 200 mil e certamente um passaporte para as maiores companhias de dança do mundo.

Portaria do SBTCleiton Sia, apresentou-se com humildade diante do juri e de uma forma inusitada, com o rosto pintado com barro do quintal de sua casa, contou, dançando, a estória de um um mendigo, ao som de Amor pra Recomeçar, de Renato Frejat. Comoveu por unanimidade o juri, a platéia do programa e os milhares de telespectadores que acompanham esse programa.

O Itaponews entrevistou Cleiton Sia, que já pode ser considerado o bailarino Mikhail Baryshnikov brasileiro, ou pelo menos, para o sudoeste paulista e mais ainda para a sua cidade, Taquarituba (22.322 habitantes).

A mãe, dona Maria Aparecida de Oliveira Camargo   Cleito em apresentação Cleiton no chão em apresentação do Faces Ocultas

Quem é, onde mora e quantos anos tem o Cleiton Sia? É apelido?

– Não. Bem meu nome é Cleiton José Sia,  tenho 20  anos e atualmente moro com minha família em Taquarituba-SP. Mas gosto de ser chamado por Cleiton Sia.

A partir de quando começou a se interessar por dança?

– Ainda criança, aos cinco anos, vendo apresentações de danças na TV

Como foi lidar com a escola e com dança?

– Bem, foi quase normal, mas como meu nome tinha José no meio, acabei recebendo muitos apelidos na escola. Chamavam-me de, o Zézinho da Dança, o Zé Elástico, enfim, um livro de apelidos, com os quais não me sentia bem, e isso virou rotina e era só risada pra lá e pra cá. Meus amigos sempre gargalhavam quando ouviam as pessoas vindo sérias perguntando quem era o tal do Zé da dança….

Fale-nos de você e sua família

– Sou filho adotivo e também tenho uma irmã que se chama Fernanda Aparecida Sia. E agora vem ela, a mais gatona a poderosa, a ilustríssima , gostaria de uma salva de palmas para o exemplo de mãe,  Maria Aparecida de Oliveira Camargo, mais  conhecida e elogiada como Maria. Essa merece todos e todas as menções honrosas existentes no universo, pois criar sozinha dois filhos, não é fácil, ainda pra quem é funcionária publica(risos). Mas, enfim,  o que seria de mim e de minha irma sem a educação que ela nos deu, abaixo de Deus, é claro. Ela tem muita fé e sempre pediu e pede até hoje que Deus abençoe não só a nossa família, como a todas as outras. Além de ser mãe e cumprir com este papel ela também é cozinheira de mão-cheia. Então, restaurantes vizinhos, precisou é só chamar! Minha mãe é muito amiga e é sempre um prazer quando eu chego em casa e me deparo com ela,sempre perguntando como foram as minhas apresentações, e ela quer saber nos mínimos detalhes, sério gente! Quantos passos eu dei, se eu fui pra frente se eu agachei .(risos). Ela é ótima eu as amo muito, minha mãe e minha irmã.

Amigos, têm muitos?

Tenho muitos colegas e conhecidos, mas pouquíssimos amigos,os que não saem de casa já considero como irmãos e meus melhores amigos.  São eles: Jerusa Daglio  e Netto Meneghuel, esses sim, eu posso contar pra vida toda, pois temos uma vida de peripécias pra contar. Mas quando precisamos falar sério um com outro não tem nem briga pois logo de cara sabemos  o que esta acontecendo.

Qual é o seu signo?

– Olha, o meu signo eu descubri esses dias pois é uma reviravolta dos astros, porque um fica em Marte e outro no Sol. Aí, sei lá viu… e esse novo que chegou agora, enfim o meu é de Sagitário, não sei por onde ele anda se é banhado a peixes ou a aquários (risos)

Quais os programas de TV preferidos?

– Amo assistir qualquer programa que traga para dentro de casa conteúdos bons, pois a cada vez que eu ligo a TV,  só me deparo com tragédias,roubos e etc. Um programa que eu gosto muito é do Jô e a e a TV Cultura, e claro, as miniséries engraçadas que eu não perco uma. Novela? A mais bem feita até hoje com a nossa realidade é o Amor e Revolução, que o SBT tem. Quem sabe da nossa historia, entende  do que eu falo, sofreu o que nos vemos na tela e isso, em uma rede nacional TV, sem nenhuma censura. Pra eu, isso já é um marco na historia da TV brasileira. Há também o Zorra Total, que gosto muito. É um humorístico crítico muito bem feito e com muita qualidade exibido pela TV Globo.

Como é sua alimentação para manter a forma e a habilidade?

– Se contar, ninguém acredita. Na minha mesa não falta pão e mortadela defumada e um café bem pretinho, da hora. Quem não gosta? Minha mãe fica louca quando não almoço e como pão, mais eu vou fazer o quê, se eu gosto?

Algum animal de estimação?

– Sim. Até esses dias  tinha duas cadelinhas aqui comigo: A Nega e a Bolinha, mas agora tenho três, pois acabou de chegar mais uma e o nome dela é Safira, pois é uma pedra preciosa. Eu a adotei na Feira da Lua aqui em Taquarituba, que é realizada nas noites de sextas-feiras. Pra quem não cinhece essa feira, é uma oportunidade e um prato cheio, porque tem de tudo. Compareçam!

Futebol, gosta? Qual é o seu time?

– Olha, o único time que eu torço e quando joga é o Brasil, e também gosto dos jogos de voleibol brasileiros, claro.

Balé ou companhia de dança preferidos

– Bem, tenho muita admiração por uma companhia de dança aqui mesmo do Estado de São Paulo, a Faces Ocultas Cia de Dança, dirigida por Arilton Assunção, onde fiquei por longos  quatro anos. Aprendi que a arte não é só nos palcos e sim, no dia a dia de um artista. Não só tenho de agradecer o que fizeram pra mim, como digo a quem pergunta sobre a minha dança, e falo de boca cheia  que aprendi a colocar no palco o que nós vivemos. Só aprimorei o que o meu corpo  precisava e ainda continua precisando.

Muitas viagens, certamente!

Viajei muito com a Faces Ocultas. Cheguei a representar o Brasil na China, em Macau bem ao lado de Hon kong. Também fiquei no Paraguai por alguns dias.

Caso você seja o vencedor do concurso, o que fará com os R$ 200 mil?

– Como disse na entrevista do SBT,a primeira coisa é comprar uma casa para a minha mãe, e ajudar um grande amigo.

Pra encerrar, uma frase de vida

– Nada é por acaso, só não fique deitado …

 

Compartilhar

Notícias relacionadas