Com autorização do Banco Mundial, obras na Raposo devem começar em breve

Nesta semana foi dado o último passo para a concretização de uma conquista muito importante para toda região, que começou em 2012, quando o deputado Edson Giriboni convenceu o governador Geraldo Alckmin, da necessidade de se investir na recuperação da Rodovia Raposo Tavares.

O mesmo Giriboni que na última segunda-feira recebeu em primeira mão a informação que o Banco Mundial havia liberado o D.E.R. a dar continuidade no projeto de recuperação e modernização da estrada entre Itapetininga e Ourinhos.

Giriboni, considerado o maior responsável pela conquista, comemorou a notícia, “faltava a liberação do órgão financiador, e agora são as providencias legais de uma concorrência publica internacional: publicar, guardar prazo de recursos, homologar, contrato e dar ordem de serviço”, explica o deputado que se comprometeu a fiscalizar esses trâmites finais para que as obras comecem o mais rápido possível, “já passou da hora”.

Além da melhoria das condições da estrada, Giriboni também destaca a geração de empregos, aproximadamente 2000 mil, e o ISS que as empresas responsáveis pelo serviço irão promover, “as cidades e a população irão começar a sentir os benefícios do investimento antes mesmo das obras finalizadas”. O deputado informa ainda que as obras devem custar, aproximadamente, R$ 438 milhões.

No trecho em questão, do quilômetro 169 ao 295,4, serão duplicados 26,6 km de pistas, recuperados 100,6 Km de pistas, implantação de terceiras faixas em 54,8 Km do lado direito e em 62,4 Km do lado esquerdo, implantação de viaduto, de 17 rotatórias, passarelas para pedestres, melhorias dos dispositivos já existentes, melhorias no sistema de drenagem e revitalização completa da sinalização.

No outro trecho, entre Ourinhos e Piraju, os trabalhos tiveram início em março deste ano. Com 77,6 quilômetros de extensão, serão duplicados 23,86 quilômetros, implantação de 5,58 km de faixas adicionais, uma rotatória e dois novos viadutos, além de melhorias em seis dispositivos, com investimento de R$ 196,4 milhões oriundos de financiamento com o Banco Mundial, via Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e Banco Santander.

As obras para modernização da SP 270 são divididas em oito lotes e que cobrirão 204 quilômetros da rodovia, entre os municípios de Itapetininga e Ourinhos. Estão previstas a duplicação de 50,4 quilômetros, implantação de 122,7 quilômetros de terceiras faixas (em ambos os lados da rodovia), recuperação de 153,5 quilômetros de pistas simples e acostamentos, e revitalização completa da sinalização.

O DER implantará também 21 novos dispositivos de acesso, e outros 14 dispositivos existentes receberão melhorias e aprimoramentos. Também serão construídos três novas passarelas e um viaduto.

Somando-se os valores de todos os lotes, as licitações obtiveram desconto de R$ 298,8 milhões, ou seja, o equivalente a 32% do total de R$ 934,7 milhões previstos inicialmente. O montante a ser investido nas obras, aproximadamente R$ 635 milhões, será financiado pelo Banco Mundial, via Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e Banco Santander.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
  Se inscreva  
Notificação de