Com novo PS e outros equipamentos, Botucatu se prepara para ser polo regional da Saúde

A Prefeitura de Botucatu, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, sob gestão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (HCFMB), inaugurou na tarde desta segunda-feira (18) o novo Pronto Socorro Adulto “Dr. Virgínio José Lunardi”, localizado à Rua Joaquim Lyra Brandão nº 285, Vila Assumpção. A solenidade contou com a ilustre presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.


A mais nova unidade médica de urgência e emergência oferecerá atendimento 24 horas em casos de menor gravidade nas especialidades de clínica médica geral e ortopedia para pessoas acima de 15 anos. O atendimento ao público começa nesta terça-feira, 19, às 7 horas.
 

A expectativa inicial é de atender, diariamente, até 300 casos de média complexidade não apenas de Botucatu, mas também provenientes de 13 cidades da região: Itatinga, Bofete, Pardinho, São Manuel, Areiópolis, Torre de Pedra, Porangaba, Pratânia, Anhembi, Conchas, Laranjal Paulista e Pereiras. A estimativa, assim, é que o novo PS faça mais de 120 mil atendimentos por ano.

“Vamos fortalecer a saúde regional de Botucatu, oferecendo mais qualidade nos atendimentos de urgência, assistência médica com profissionais capacitados e exames modernos de apoio”, afirma Giovanni Guido Cerri, secretário de Estado da Saúde de São Paulo.

O prefeito João Cury Neto também reforçou, junto aos demais prefeitos presentes na cerimônia, a importância que o novo Pronto Socorro terá para a região. “Diferente do que alguns diziam por aí, este Pronto Socorro não pode ser apenas de Botucatu. Se pessoas de cidades vizinhas estiverem por Botucatu e precisarem ser atendidas, assim serão. Não será preciso mostrar documento para provar onde ela mora. Um pronto socorro, em qualquer lugar do Brasil, deve seguir este modelo, permitindo que todos tenham acesso gratuito ao serviço público de saúde, sem distinções”, comenta.

Sobre o novo PS – A área física total do novo Pronto Socorro é de 1.588 metros quadrados
e inclui: seis consultórios médicos; sala para inalação; sala de gesso; duas salas para curativos; duas salas para atendimento de emergência; 12 leitos de observação e dois leitos para isolamento; sala para Raio-X; equipamento de Tele eletrocardiograma, conectado ao Instituto de Cardiologia Dante Pazanezze.

O PS foi construído em 2008, ao custo de aproximadamente R$ 1,5 milhão, mas logo no início do ano seguinte a atual Administração Municipal do prefeito João Cury Neto/Profº Caldas identificou inúmeras irregularidades. Assim foi preciso investimento de mais R$ 200 mil para adequações estruturais do prédio que incluíram substituição do telhado, de toda parte elétrica e gás, nova pintura e reforma para a inclusão de um posto de enfermagem.

O Governo do Estado ainda repassará outros R$ 800 mil para a compra de novos equipamentos, além de dois terços [R$ 300 mil] do custeio mensal do serviço, calculado em R$ 480 mil. A Prefeitura de Botucatu ficará com a responsabilidade de injetar outro um terço deste valor [R$ 180 mil]. O convênio entre HCFMB, autarquia da Secretaria de Saúde do Estado, e a Prefeitura de Botucatu foi assinado na manhã do dia 14 de abril durante o ato cívico em comemoração ao aniversário de 156 anos da Cidade.

O mais novo equipamento público proporcionará maior retaguarda aos serviços prestados pelo Hospital das Clínicas da Unesp, que dará prioridade aos casos de alta complexidade, em todas as especialidades médicas. O grupo de mais de 50 funcionários do novo Pronto Socorro, além dos profissionais de resgate do Município, já está devidamente capacitado para orientar e direcionar os futuros usuários ao Pronto Socorro.

Sorocabana será PS infantil – Já o Pronto Atendimento do Hospital Sorocabana, localizado na Vila dos Lavradores, e que conta com repasses estadual e municipal, continuará normalmente a atender a população até o dia 30 deste mês. Após essa data, o espaço será reestruturado para atuar também como um local de urgência e emergência de média complexidade, mas voltada à área de pediatria. Enquanto o PS do Sorocabana passar por adequações, o Hospital das Clínicas continuará a atender todos os casos infantis.

Mais investimentos – O PS “Dr. Virgínio José Lunardi” será um serviço público de excelência que complementará o trabalho executado nos postos municipais de saúde. Com articulação política, a Prefeitura de Botucatu conseguiu investimentos do Governo do Estado para um novo Hospital Estadual e uma Clínica de Reabilitação para Dependentes Químicos que estão em fase de construção na região próxima ao Aeroporto Estadual Tancredo Neves e Fatec [Faculdade de Tecnologia]. Assim, o objetivo do Poder Público Municipal é oferecer o melhor atendimento gratuito à população e desenvolver Botucatu como um dos principais polos da saúde no Estado de São Paulo.

O governador Geraldo Alckmin elogiou o trabalho que o prefeito João Cury Neto tem desenvolvido frente do Executivo Municipal, com destaque à segurança uma vez que Botucatu alcançou em 2010 o patamar de cidade mais segura dentro do grupo de municípios com mais de 100 mil habitantes do Estado. Mas também reforçou a vocação de Botucatu para a saúde regional.

“Este novo Pronto Socorro terá a marca e qualidade do bom serviço prestado pela nossa Unesp. Além dele, já estamos construindo um Hospital Estadual de 80 leitos e uma Clínica de Reabilitação para dependentes de álcool e droga com outros 76 leitos que darão um suporte maior à saúde, que como bem disse o prefeito deve ser pensada de forma regionalizada. Temos que ter a consciência de que nada é mais importante do que a vida das pessoas”, afirmou o governador, que no mesmo dia assinou a ordem de serviço para o início das obras dos novos laboratórios da Fatec de Botucatu, um investimentos de R$ 6 milhões do Governo do Estado.

Centro de Reabilitação para Deficientes – Além do Hospital Estadual e da Clínica para Dependentes Químicos, o Governo do Estado anunciou mais equipamentos públicos que beneficiarão a saúde de Botucatu e região. Um deles é a unidade da Rede de Reabilitação “Lucy Montoro”, ligada à Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência. O investimento do Estado previsto na unidade, que deverá realizar cerca de oito mil atendimento por mês, é de R$ 3,8 milhões.

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro é composta por centros de excelência em saúde, na capital e interior do Estado, nas quais as pessoas com deficiência contam com um programa integral de reabilitação coordenado por profissionais especializados e com utilização de equipamentos de tecnologia de ponta. A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde é que a unidade de Botucatu seja inaugurada até o final deste ano.

Ambulatório Médicos de Especialidades – Outro equipamento público muito aguardado é o AME (Ambulatório Médico de Especialidades). A Prefeitura de Botucatu já adquiriu o prédio e está licitando a obra. A Secretaria de Estado da Saúde irá equipar o local e custear todo o atendimento à população.

A proposta dos AMEs é agilizar o diagnóstico e o tratamento dos pacientes, desafogando os hospitais gerais, que poderão se dedicar ao atendimento de urgências e emergências e à realização de cirurgias mais complexas.

Com atendimento regionalizado, a marcação de consultas nos AMEs é feita pelas Unidades Básicas de Saúde municipais por meio de um sistema on-line, que facilita a escolha do melhor dia e horário para o paciente.

Desde 2007 foram entregues 37 AMEs no Estado. Para equipar um AME o investimento médio necessário é de R$ 4 milhões. (Da Secretaria Municipal de Comunicação de Botucatu,com informações da Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo) 
 
Compartilhar

Notícias relacionadas