Comerciante teve celular furtado, mas, polícia alcança os três envolvidos

No último dia 29, o comerciante Paulo Célio da Silva teve seu telefone celular furtado de seu estabelecimento, localizado na Rua Dr. Felipe Vita. Acompanhado dos PMs Panzarin e Natal, ele compareceu à Delegacia de Polícia para registrar a queixa e relatar que tinha como suspeito Rodney David da Silva, 25 anos, vulgo “Chorão”, que estivera em seu comércio.

Em diligência, os dois PMs acabaram encontrando e detendo “Chorão” que foi conduzido à Delegacia, onde a princípio negou o furto, mas logo após acabou admitindo e informando que tinha vendido o aparelho por R$ 20,00 a  Edmar Rodrigues da Silva, 21 anos, vulgo “Cabeção”.

Imediatamente o investigador Diego saiu à captura de “Cabeção”, que admitiu ter adquirido o referido aparelho de “Chorão” e pela quantia de R$ 20,00. No entanto, ele informou que já tinha repassado o equipamento para um menor, de 17 anos, que por sua vez alegou que pegou o aparelho como pagamento de uma dívida.

Diante disso, os dois maiores acabaram presos: “Chorão” foi indiciado por furto; “Cabeção” por Receptação Dolosa e o menor, na presença de representantes do Conselho Tutelar, por Ato Infracional. O aparelho celular foi apreendido.    Comunicar erros
 

Compartilhar

Notícias relacionadas