Confirmado: Dono da rede Cofesa foi mesmo sequestrado

Gumercindo Ferreira Santos, 83 anosO empresário Gumercindo Ferreira Santos, de 83 anos, dono da rede Cofesa de Supermercados, desaparecido na manhã de ontem, foi  mesmo sequestrado em sua casa por volta das 6h. De acordo com informações, a ação dos seqüestradores ocorreu às 6h de ontem. Uma das testemunhas, o vigia noturno da Praça Cel. Jordão, em Itararé, onde fica a residência do empresário, narrou que notou a entrada de duas pessoas estranhas na casa, depois que Gumercindo abriu o portão, às 6 h, como fazia todos os dias para liberar o guarda da residência e esperar a chegada de um outro funcionário que o acompanhava até à sede da empresa.

Esse guarda da praça, ao ver o segundo funcionário chegar próximo da residência, dirigiu-se a ele e contou que duas pessoas tinham entrado na casa. Neste momento, os dois foram rendidos por dois homens armados: um que saiu da residência e outro que veio por trás. Os dois foram recolhidos para dentro da casa onde estavam Gumercindo e as duas empregadas, que estavam sob a mira de mais dois homens armados.

Segundo relataram, os seqüestradores, que não estavam encapuzados, perguntaram a Gumercindo sobre um cofre, ao que o empresário respondeu que não havia cofre nenhum na residência. Com a resposta, um dos homens chutou a perna do empresário e disse para que ninguém se preocupasse, pois eles queriam apenas dinheiro.

Em seguida, o funcionário, o vigia da praça e as duas empregadas foram levados para um quarto e amarrados com fios de telefone, e avisados que Gumercindo esta sendo sequestrado.

Assim que conseguiram se soltar, meia hora depois, acionaram a polícia e os delegados José Vitor Bacceti e Hamilton Antonio Gianfratti(Seccional), com a equipe de perícia técnica compareceram à residência de Gumercindo para o início das investigações.

Até o momento não se tem notícias de contatos dos sequestradores com os filhos da vítima.
 

Compartilhar

Notícias relacionadas