CPI em Avaré: prefeito determina abertura de processos administrativos e sindicância contra funcionários

A Secretaria Municipal de Comunicação emitiu nota há pouco informando que em relação aos fatos ocorridos no município, o prefeito Rogélio Barcheti tomou medidas executivas em complementação às ações que vinham sendo tomadas há vários meses pelo Poder Executivo, para atendimento às recomendações do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito.

Dentre as medidas tomadas estão uma  portaria determinando à Procuradoria Geral do Município a instauração de processos administrativo contra os funcionários Itamar de Araújo, Luciane Rossito, Maria Aparecida Lellis, e bertura de Sindicância no Departamento de Licitações e Compras para apurar possíveis irregularidades e determinação ao Departamento de Contabilidade e Tesouraria para que iniciem um levantamento minucioso dos documentos referentes aos pagamentos realizados às empresas envolvidas no suposto esquema para que sejam detectados quais documentos extraviaram-se e uma portaria designando que a funcionária Maria Aparecida Lellis, telefonista, deverá retornar ao seu cargo de origem.

As portarias serão publicadas no Semanário Oficial deste sábado, 10 de dezembro, e entrarão em vigor a partir de sua publicação. (Com a Secretaria Municipal de Comunicação)

Compartilhar

Notícias relacionadas