Deficente visual Vergínio Ramos Rodrigues dá exemplo de superação

A história do deficiente visual que está ajudando as pessoas através da Reflexologia Podal (massagens em pontos extratégicos do pé para melhorar enfermidades em outros pontos do corpo humano), começou através da Associação de Deficientes Vosuais – Luz da Visão, de Itapeva-SP. A instituição tem por objetivo tirar o deficiente visual do anonimato e reintegrá-lo na sociedade. Para que isso aconteça é necessário qualificar as pessoas com deficiência visual, visando uma melhor qualidade de vida. Dessa forma, a Entidade tem investido no aprimoramento profissional de seus associados. Um deles é Verginio Ramos Rodrigues, a quem a deficiência visual não impediu que  ultrapassasse barreiras e superasse limites.
Decidido a fazer da Reflexologia sua profissão, ele procurou em Sorocaba um curso onde pudesse aprender a técnica. Foi quando deu início em 2009 ao Curso de Qualificação Profissional em Reflexologia Podal pelo Instituto REVITAE.

Mostrando um esforço invejável uma vez por mês de desloca até a cidade de Sorocaba para fazer o curso, sendo um dos alunos mais aplicados e de mais destaque. Já atua em dois consultórios e atende uma média de 44 clientes por mês. Vergíneo é perante seus colegas de curso um exemplo de vida,  superação e dedicação.

PERSISTÊNCIA – Mesmo com suas limitações Vergínio persiste sempre e cada vez mais conquista espaço, o exemplo de perseverança é tão nítido que chamou atenção de um jornal da cidade de Sorocaba, que publicou uma reportagem, destacando a importância do deficiente visual em superar limites e poder também ter uma profissão.
Vergínio já cursou os 12 módulos do Curso Físico de Reflexologia e neste ano de 2010 deu continuidade iniciando o módulo de emocional. Mostrando sempre ser um terapeuta exemplar e muito competente.

A Luz da visão através do Vergíneo parabeniza todos os deficientes visuais, que são assistidos pela entidade: massagistas, integrantes do coral e das demais atividades oferecidas pela Associação.

"Distinguimos o homem excelente do homem comum dizendo que o primeiro é aquele que faz grandes exigências de si próprio e o último aquele que nada exige de si próprio."-José Ortega Y Gasset.  (Fonte: Luz da Visão).

Compartilhar

Notícias relacionadas