Dengue e chikungunya: enfermeiros de Riversul recebem palestra

Até agora o município teve 08 casos suspeitos e 02 casos confirmados de dengue – Nesta quinta-feira(14), enfermeiros da Urgência e Emergência compareceram à palestra da enfermeira Annarelli – Coordenadora da Vigilância Sanitária e Epidemiológica de Riversul, para discutir protocolos de atendimento ao paciente com suspeita de Dengue e vírus Chikungunya.

Palestra abordou novas classificações da dengue: dengue sem sinal de alarme, dengue com sinais de alarme e dengue grave, com coleta de exames como teste rápido e sorologia, teste da prova do laço, notificação, acompanhamento do paciente suspeita de dengue.

Até o momento no ano de 2014, Riversul teve 08 casos suspeitos de dengue, onde 02 casos foram confirmados e os outros 06 exames tiveram resultado negativo.

Abordou também sobre vírus chikungunya, seus sinais e sintomas que são semelhantes à dengue porém mais dolorosos. A chikungunya pode ser transmitida tanto pelo mosquito Aedes Aegypti (mosquito transmissor da dengue) quanto o mosquito Aedes Albopictus.

As equipes da Secretaria Municipal de Saúde vêm trabalhando para a diminuição dos casos de Dengue na cidade, comunicando à população que com cuidados simples a doença pode ser evitada. A população já conhece bem os principais modos de evitar a proliferação do Aedes aegypti e Aedes Albopictus. Cada um tem que fazer sua parte, pois em 90% dos casos, o foco do mosquito está dentro das residências.

A Dengue é uma doença infecciosa febril, transmitida por um mosquito infectado e dura em torno de dez dias. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos. Caso sinta os sintomas, procure a Unidade de Urgência e Emergência.

A chikungunya é uma doença viral parecida com a dengue e transmitida por um mosquito infectado. Os sintomas iniciais são: febre, dores nas articulações dos pés e mãos, dedos, tornozelos e pulsos, dores de cabeça, dores musculares e manchas avermelhadas, náuseas, vomito com permanência de sintomas que podem durar de 6 meses a um ano.

O vírus chikungunya NÃO circula no Brasil.

A Vigilância Epidemiológica de Araçoiaba da Serra divulgou no dia 07 desse mês que o caso foi importado e adquido por um pastor evangélico que esteve em trabalho missionário no Haiti e voltou para a cidade no dia 24 de julho.

VOCÊ NÃO VAI DEIXAR UM MOSQUITINHO FAZER ISSO COM VOCÊ, VAI?

Então, confira algumas orientações para que não ocorra proliferação do mosquito Aedes Aegypti e Aedes Albopictus:
– Cuidado especial no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana na frequência usual;
– Jamais descarte o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos;
– Mantenha a caixa d’água sempre limpa e totalmente tampada;
– Mantenha as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água nas mesmas;
– Elimine os pratinhos de vasos de plantas; caso não seja possível mantenha-os limpos e escovados pelo menos três vezes ao dia;
– Mantenha limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;
– Mantenha piscinas sempre em uso e devidamente tratadas;
– Atenção especial ao sair de férias para que esses cuidados estejam garantidos na ausência do morador;
– Caso perceba a manifestação de qualquer sintoma de dengue, procure imediatamente atendimento médico.
– Faça a checagem toda semana e não deixe que o mosquito se multiplique. Ele leva de 7 a 10 dias para passar do ovo à fase adulta. Por isso o ideal é que cada um faça sua parte e se junte nessa luta contra a doença.

Diante dos casos de Dengue confirmados em municípios vizinhos ao nosso, no final do verão passado, o Departamento de Saúde de Riversul, está se preparando no sentido de evitar que o município de Riversul venha a sofrer uma epidemia de Dengue, além de contar com a colaboração da população, está trabalhando para melhorar a qualidade técnica, não só dos enfermeiros mas, de todos os profissionais de saúde e ainda, está adquirindo uma bomba de pulverização e um veículo tipo caminhonete de pequeno porte, com recursos próprios do departamento.

 

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas