Dengue já matou 51 pessoas só nos últimos dois meses

Com Agência Brasil – Nos dois primeiros meses do ano, foram confirmadas 51 mortes em decorrência da degue no país. Balanço divulgado hoje (18) pelo Ministério da Saúde aponta que 79 casos foram descartados e 112 ainda estão em investigação.  No Estado de São Paulo são 3.691 casos. A cidade com o maior número casos, a metade do Estado todo é Ribeirão Preto, com 1.693 casos,  de acordo com a Secretaria de Saúde do município nesta quarta-feira,16.

 

Houve um aumento de 11% em relação aos dados de uma semana atrás, quando eram 3.223 registros.

Foram 926 em janeiro, 2.547 em fevereiro e 112 neste mês. Uma morte causada pela doença foi confirmada na cidade, em 28 de janeiro.

Computando os números da CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica), órgão estadual que inclui apenas os meses de janeiro e fevereiro, Ribeirão concentra metade dos casos de dengue do Estado. São 1.693 registros na cidade contra 3.691 em São Paulo.

No ano passado, Ribeirão Preto teve sua pior epidemia de dengue, com quase 30 mil casos confirmados e mais de 100 mil notificações. Nove pessoas morreram, cinco delas de dengue hemorrágica.

As mortes confirmadas ocorreram no Acre, no Amazonas, no Pará, no Maranhão, no Ceará, em Pernambuco, em Alagoas, na Bahia, em Minas Gerais, no Espírito Santo, no Rio de Janeiro, em São Paulo, no Paraná, em Mato Grosso e em Goiás.


O levantamento indica que o número de casos de dengue até o dia 26 de fevereiro deste ano caiu 37% em relação ao mesmo período do ano passado, com um total de 155.613 notificações (casos suspeitos) em todo o país. A situação, entretanto, ainda é de atenção nas regiões Norte, Nordeste e Sul.

Dados da Secretaria de Vigilância em Saúde mostram que o sorotipo 1 é o que mais tem infectado os brasileiros. O vírus não circulava no país desde a década de 80, o que fez com que milhões de brasileiros não apresentassem imunidade contra ele.

 

Compartilhar

Notícias relacionadas