DER chegou a interditar a ponte do Rio Verde; nível baixou 0,5 metro

Das 13h às 23h de ontem o nível do Rio Verde(fotos anterior) subiu mais e técnicos do DER foram obrigados a interditar a ponte para todos os tipos de veículos, por causa de uma grande rachadura e afundamento surgida na cabeceira, na margem direita da ponte, sentido Bairro Rio Verde/Itaporanga. Os desalojados do Bairro Mosteirinho foram abrigados no mosteiro da localidade, pertencentes aos monges da Ordem Cisterciense. Itaporanga está desde o final da tarde de ontem sem água potável porque a Estação de Captação da Sabesp ficou submersa no Ribeirão Vermelho do Sul. O Itaponews não está conseguindo contato com a concessionária para saber quando o abastecimento vai ser restabelecido. Ninguém atende nos telefones locais dessa concessionária.  

A equipe do DER passou a noite e segue atentamente no monitoramento. Segundo ela, o rio está baixando uma média de 5 cm por hora, e de ontem até hoje às 13h, baixou cerca de meio metro. Por volta das 8h deste domingo foi liberada para a passagem de veículos leves e por volta das 14 h de hoje é que foi liberada a passagem de caminhões – um por vez, e devagar – sobre essa ponte. 

Por causa disso, todo o tráfego de veículos de São Paulo para o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul havia sido desviado para a rota alternativa  Itapeva/Taquarituba/Taguaí/Fartura até chegar em Carlópolis (PR).
 
Mortes

Em Sengés-PR, três pessoas de uma mesma família morreram afogadas. A casa em que viviam foi arrastada pelas águas; três outras pessoas estão desaparecidas. A cidade está ilhada devido a duas quedas de barreira na rodovia entre Itararé-SP e entre Jaguariaíva-PR. O município enfrenta também a falta  comunicação. Telefones fixos e celulares não estão funcionando. A Defesa Civil do Paraná, usando suas aeronaves transportou técnicos até o local para restabelecer o sistema de comunicação.

Parto de gêmeos

Ontem, uma gestante de gêmeos em Sengés entrou em trabalho de parto e como o hospital da cidade estava sem estrutura para o atendimento, um helicóptero da Defesa Civil a transportou até ao município vizinho, Itararé, onde foi atendida na Santa Casa de Misericórdia.

Os desabrigados desse município paranaense são 38 que estão em local providenciado pela prefeitura do município. Em São José da Boa Vista, a ponte que liga a Sengés está encoberta pelas águas e são 30 os desabrigados.

No total, no Norte Pioneiro paranaense somam 14 municípios afetados pelo excesso da chuva da madrugada de sábado, que deixou 1.106 desabrigados(que estão sem abrigo) e 748 desalojados(forçados a abandonar o abrigo).  Veja mais fotos:

Cabo da telefônica(foto abaixo) está resistindo a força da água

 

 
 

Compartilhar

Notícias relacionadas