Dramática: Escola de Itaporanga faz reunião de emergência, mas dos 38 pais convocados, cerca de 16 compareceram

Terminou agora há pouco uma reunião de emergência de professores e diretor com pais de alunos da Escola Estadual  Epitácio Pessoa para discutir a situação de uma única sala de aula com 38 alunos do vespertino que está apresentando problemas causados por cerca de  meia dúzia de alunos problemáticos, que desde o início do ano letivo vem prejudicando os trabalhos dos professores e o aprendizado dos colegas. Isso acontece em boa parte das escolas brasileiras. 

Hoje, depois de esgotadas todas as tentativas de diálogo dos professores, servidores e até do Conselho Tutelar, a situação chegou ao extremo, sendo necessária a presença da Polícia Militar na sala de aula. O diretor, que estava de férias precisou interromper momentaneamente o descanso para comparecer às pressas ao estabelecimento.

Sobre esses alunos difíceis os pais já foram chamados anteriormente,  e seus filhos já levaram suspensões, mas quando voltam tudo se torna insuportável na sala, que sem a presença desses, consegue desenvolver.
Dos 38 pais convocados, cerca de 16 compareceram, mas exatamente os pais dos alunos problemáticos, não se sabe porquê, não compareceram.

Os professores expuseram aos pais presentes as enormes dificuldades que estão encontrado para dar aulas e pediram ajuda para que estes conversassem com seus filhos para colaborar, ou seja, “não entrar na dos baderneiros” durante as aulas. Caso sejam interrompidos é para esses alunos pedirem aos baderneiros para não serem atrapalhados.

Só para se ter ideia, por falta de condições os professores estão na metade das apostilas do primeiro bimestre, sendo que as do segundo já chegaram.  

Dessa mesma sala existem histórias de ameaças e agressões aos bons alunos, que são constantemente intimidados. No caso de agressões fora da escola, o diretor e professores orientaram os pais para registrarem boletim de ocorrência na polícia.  

Compartilhar

Notícias relacionadas