Eleições Itararé: Debate inicia sem a presença do prefeito e candidato César Perúcio

Candidatos durante o debateTransmissão simultânea – A abertura do debate foi feita pelo professor Makoto, diretor de projetos da Fafit. A mediação ficou a cargo do professor Thiago, que pede a todos que deixem os celulares em modo silencioso e alerta que não será permitido nenhum tipo de manifestação, interferência e perguntas da plateia aos candidatos.

Cristina Ghizzi, Heliton Junitex, professor Makoto e Bila Fadel

Destacou a missão ética da Fafit de contribuir com a comunidade de Itararé neste processo eleitoral, e que a instituição não tem participação na disputa, ou seja, não está ligada a nenhum grupo ou candidato.

Composição da mesa com os quatro candidatos a prefeito.  Da esquerda direita

1)Cristina Ghizzi
2)César Perúcio(não comparaceu mas justificou a ausência)
3 Héliton Junitex
4 Bila Fadel
 

Candidatos 3 minutos cada um para falar porque são candidatos

Plateia

Cristina, formada em história, comprimentou a direção da faculdade e os demais candidatos. Foi eleita com o maior número de votos. Destacou que sua candidatura corresponde aos anseios do seu partido(PT e coligações). Foi calorosamente aplaudida. Professor Thiago alerta novamente sobre manifestações aplausos e etc.

Helinton da Junitex, cumpimenta a Fafit na pessoa do professor Makoto e os demais candidatos. A sua candidatura se dá para mudar os rumos de Itararé. Os seus grande motivadores são  Adolfo Bandoni(seu vice) e  governador Geraldo Alckmin. 

Diz que está motivado e preparado para transformar Itararé na pujança econômica do passado.

Bila Fadel, 4 filhos, formada em Direito, viúva do ex-prefeito João Fadel. Se apresentou e disse que não são adversários e sim concorrentes. Disse que se candidatou por amor a Itararé, e que segue orientação de seu falecido marido para dar maior assistência à população mais carente.

Agora prioridades de governo de cada um

Cristina – foi sorteada para responder sobre arrecadação de IPTU e os repasses da SPVIAS.

Disse que não tem essas informações e que apenas quando questionou a prefeitura sobre os repasses da SPVIAS, esta informou que chegava entorno de R$ 9 mil ao mês e que eles aplicavam como eles(prefeitura) quisessem.

No momento Helinton Junitex fala. A prioridade dele são os grandes empresários, segundo ele, heróis. Fala sobre distrito industrial sucateado. Sobre a empresa de laticínio com isenção de  impostos por 20 anos, fará isso também. Sua prioridade será o emprego para a população.

Bila Fadel

Responde sobre o valor do orçamento e verbas suplementares para o próximo ano. Disse que isso está na Câmara para aprovação mas que chega em torno de R$ 90 a R$ 100 milhões. Acredita que é um orçamento considerável e que dará para fazer muitas coisas para o município.

Pergunta que seria para César Perúcio (ausente) questionava como seria a composição do seu secretariado. 

Bila Fadel  – fala sobre a saúde do município que está doente e falida. Quando não se administra bem as condições ficam complicadas. Médicos trabalham 4 horas e menos, mortalidade infantil aumentou muito nos últimos anos. A prefeitura tem todos os direitos de cobrar mais da Santa Casa. Não é possível mais ir na Santa Casa e apenas um médico estar atendendo. Administração é a chave para solucionar isso. Poucos horas dos médicos nos postos de saúde.

Infelizmente maior parte dos médicos estão trabalhando em Itapeva, disse ela.

Agora fala Héliton Junitex. Para fazer um bom governo necessita de maioria na Câmara. Sobre os bons projetos é necessário a aprovação de todos da Câmara. Projeto adequado que não fira regimento interno e a Constituição, não tem como não ser aprovado.

Cristina Guizzi responde sobre projetos de apoios a empresas.

Ela diz que tem pensado muito sobre o assunto e diz que tem solução: 1o. organizar o distrito dentro das exigências da CETESB.  E que precisa adequar o Distrito para oferecer aos empresários. Prefeitura precisa ser parceira de empresário. Precisamos muito dessa gente. Eles precisam ser agradados para poderem vir. Isso demora um tempo. Criar frente de trabalho até isso chegar. Pretende trabalhar junto a cooperativas pois essas são geradoras de emprego e renda.

5o. bloco

Perguntas entre sí(entre os candidatos) sorteio dos candidatos.

Cristinina foi sorteada para perguntar a Héliton. Ela disse que o plano de governo dele(Héliton) não está muito claro na parte de educação e pede mais informações sobre o assunto.

Héliton- Temos propostas registradas em cartório. Diz que a prioridade, entre as prioridades é a educação, principalmente as crianças. Adotar a aprovação continuada, projeto do PSDB que deu certo no Estado. Os profissionais tem de estar motivados. Temos de focar isso no nosso governo. do 1o. ao 5a. atividades físicas. Promoções dos professores por mérito.

Eu não sou político profissional e a cada dia que passa estou me preparado para isso. Acredito que a força do trabalho que adotei na minha vida servirá também para a política. Vamos resgatar a dignidade dos educadores.

Cristina diz que FUNDEB repassado tem de ter 60% aplicado nas remunerações dos professores. Outros 40 em investimentos na área.

Tréplica de Héliton Junitex fala sobre os R$ 94 milhões de repasse do FUNDEB.

Fechando ciclo de perguntas, Hélinto pergunta a Dona Bila.

Ele fala sobre Saúde e padecimento da saúde. Fala da intervenção na Santa Casa. O que ela vai fazer com a Santa Casa?

Dona Bila. A prefeitura na época de João Fadel sofreu intervenção mas conseguiu as certidões para convênios. Precisamos de administradores competentes na diretoria. Sobre funcionários apadrinhados. Nossa Santa Casa, em outra época era melhor. As pessoas me falam que antes era melhor, não precisavam  ficar esperando por um ano uma ressonância magnética.

Precisamos de auxílio do Estado, dos deputados. Os recursos não caem do céu. Não adianta nada ver deputados desfilando por aí. E os recursos? Cadê?

Héliton: orçamento para saúde é de R$ 222 milhões de reais. A Santa Casa é uma empresa paralela, tem de gerar lucros e ser autosuficiente. Vamos comprar equipamentos para adequá-la. Falou do mandato eminente da Cristina Guizzi.

Verba de gabinete de R$ 2,6 milhões. É contra o cabide de empregos na Santa Casa.

Dona Bila. As dificuldades não tem como nem questionar. Elas são públicas e notórias. Devemos lutar para estar solucionando.

Bila pergunta a Cristina sobre o Minha Casa, Minha Vida

Cristina: O programa é maior de todos os tempos. Ele vai ser trazido para Itararé. Eu conheço as regras. Se esbarramos já teremos as soluções. É um projeto que oferece oportunidade para as pessoas se valerem. Apostamos em habitação  popular.O CDHU  está muito defasado aqui em Itararé.

Bila fala que o município já assinou com o governo federal.

Cristina, diz ser mentira. Desafio provarem isso.  40 casas foram acabadas porque ela levou a imprensa..

5 minutos para as considerações finais.

Candidato Héliton Junitex, três minutos – Agradece primeiramente a Deus, pela saúde e pela família que tem. Temos 9 prioridades saúde emprego. Vamos criar 4 mil empregos e 1.000 casas poopulares. Criação de loteamos com infraestrutura. Focaremos educação e segurança, melhorando a Guarda Municipal e aumentando o efetivo da Polícia Militar. Vai cuidar bem cidade, Vai plantar árvores, e moralizar a administração pública. Acredito que faremos uma grande administração e conto com apoio de todos os senhores. Agradeço os ouvintes e faço um protesto pela ausência  do prefeito César Perúcio que não teve a consideração de comparecer.

Bila Fadel – Manda abraço aos amigos do Jardim Paulicéia programa Mora Melhor, CDHU, Jardim São Paulo, que a cada dia vocês agradecem ao João Fadel por isso. Pedra Branca, Santa Cruz dos Lopes. Em meu governo vou criar a Secretaria Municipal da Juventude. Dificuldades dos jovens. Vamos oferecer muitos benefícios. Vamos criar a bolsa-universidade para os estudantes. Quero deixar meus agradecimentos a FAFIT e aos concorrentes Héliton e Cristina. Vote no 11 coligação da Dona Bila.

Mediador pede para não haver manifestações.

Cristina agradece faculdade e ouvintes. Estamos aqui para o não continuísmo. Estamos aqui com uma proposta nova. Temos plano de governo e convido você para acompanhar nossos programs de rádio.

A Santa Casa não pode ser um lugar para gerar lucro. Ela é uma instituição filantrópica para atender a todos. Sou contra as intervenções. Lamento esse fato. como professora do estado eu serei…(problema no áudio do itaponews)

Compartilhar

Notícias relacionadas