Em Botucatu, Vigilância Ambiental confirma mais quatro morcegos infectados por raiva

A Vigilância Ambiental em Saúde recebeu a confirmação de mais quatro morcegos infectados por raiva na Cidade. Os animais foram resgatados nos bairros Comerciários, Jardim Panorama, Jardim Cambuí e Condomínio Vale do Sol. Um dos morcegos resgatados foi atacado por um gato que estava vacinado e que será monitorado pela VAS em ambiente domiciliar. Os demais morcegos não tiveram contato com animais ou pessoas.

Neste ano já foram realizados 167 atendimentos, que resultaram em 122 animais encaminhados para exame. Em todo o ano de 2017 foram realizadas 398 solicitações de resgate de morcegos, sendo que 244 foram encaminhados para diagnóstico.

Como forma de prevenção, a VAS fará nesta sexta-feira e sábado, 26 e 27, a vacinação antirrábica é destinada para os cães e gatos que não foram imunizados nos últimos doze meses. Os animais que estão com a vacina em dia deverão aguardar a campanha antirrábica urbana que ocorrerá no mês de setembro.

Confira abaixo onde estarão os Postos de Vacinação e o horário de funcionamento de cada um:

Na sexta-feira, 26, o posto de vacinação estará no Condomínio Vale do Sol, das 8h30 às 10h30.

No sábado serão três postos:

Posto 1: Jardim Panorama, Rua Hermínio Marco Calônego, esquina com a Rua José Thiago, ao lado do CRAS Norte, das 9h às 13h.

Posto 2: Jardim Cambuí, Escola Municipal Profª Leonor Bicudo Vizenzzotto, Rua Antônio Henrique Vocci, 1455, das 9h às 13h.

Posto 3: Comerciários III, Escola Municipal Jonas Alves de Araújo, entrada pela Avenida Ediberto Roque Sforsin, das 9h às 13h.

A Unidade de Vigilância de Zoonoses (Canil Municipal) também funciona como posto permanente de vacinação de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30.

Orientações

De acordo com a Norma Técnica 19/2012, do Ministério da Saúde, que trata das diretrizes da vigilância em saúde para atuação diante de casos de raiva em morcegos em áreas urbanas, não é recomendada a eliminação de colônias não hematófagas, uma vez que essa ação não tem se mostrado eficiente, tendo como base experiências acumuladas, dados e resultados laboratoriais obtidos nos últimos dez anos. Além do mais, morcegos são animais silvestres protegidos por lei ambiental, pois são essenciais à preservação do ecossistema.

Outra orientação para a população é não tocar em morcegos caídos ou pousados, pois o animal pode morder para se defender, aumentando o risco de transmissão da raiva. Quando um animal for encontrado caído, o morador deve acionar a VAS, para que seja identificada a espécie e avaliada a necessidade de encaminhamento para diagnóstico para raiva.

Serviço:

Vigilância Ambiental em Saúde

Telefones (14) 3813-5055 / 150 / 199 aos finais de semana e feriados

Horário de atendimento: segunda a sexta-feira – das 7 horas às 16h30

Compartilhar

Notícias relacionadas