Em nota, Hospital de Itaporanga contesta falsas alegações de vereadores que afirmaram que o hospital pode paralisar

Nota de Esclarecimento – Na última sessão da Câmara Municipal de Itaporanga, ocorrida no dia 03 de agosto, os Vereadores Douglas Roberto Benini, João de Melo e Vilson Aparecido Domingues, conhecido como Caxetão, afirmaram que o hospital poderia paralisar os serviços prestados à população de Itaporanga e região, baseados apenas em boatos, pois em nenhum momento procuraram a administração da entidade para apurar a realidade dos fatos.

Esclarecemos que os funcionários do hospital têm recebido seus vencimentos antecipadamente e, que jamais foi discutida pela Diretoria da entidade a possibilidade de paralisação dos serviços prestados à comunidade.

O hospital de Itaporanga é exemplo se comparado com as Santas Casas da nossa região e, deve esse mérito ao Poder Público Municipal, que em parceria com a administração da entidade, abraçou a causa desde 2006, quando o então Prefeito Municipal Hernani Camargo decidiu fazer a Intervenção Municipal e, desde então a entidade passou por diversas fases, a princípio se empenhou em quitar suas dívidas, principalmente, junto aos órgãos federais, conquistando as Certidões Negativas de Débitos (CND) o que viabilizou a entidade de receber Emendas Parlamentares, conjuntamente melhorou sua equipe médica e aumentou o quadro de funcionários e colaboradores e, ultimamente têm investido na infraestrutura física, como reforma de ambientes, troca do telhado e ampliação do Pronto Socorro, afim de adequar as normas sanitárias vigentes e melhorar a qualidade dos serviços prestados.

Atualmente 70% (setenta por cento) dos recursos recebidos pela entidade é proveniente dos municípios de Itaporanga, Barão de Antonina e Coronel Macedo. Que, o Prefeito Zé do Nute, sempre se empenhou para ajudar o hospital e, mantêm ótimo relacionamento com a administração.

A Provedoria do hospital ressalta ainda que, os vereadores acima citados jamais procuraram a entidade para oferecer ajuda e que foi surpreendida com a matéria publicada na semana passada que, além de não condizer com a realidade dos fatos, desvaloriza a credibilidade da entidade construída com trabalho árduo, sério e honesto. Padre Jonas Alves Carreiro, provedor do Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças.

Compartilhar

Notícias relacionadas