Em Porto Alegre, Dilma assina Brasil sem Miséria e PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades

imageNesta sexta-feira (14/10), a  presidenta da, Dilma Rousseff, participou da solenidade de assinatura do termo de pactuação do plano Brasil sem Miséria entre o Governo Federal, os governos dos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina e representantes da associação de municípios da Região Sul. A cerimônia aconteceu às 10h30 na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre

Com a presença de ministros, governadores, prefeitos, empresários, agricultores familiares e beneficiários dos programas sociais, o governo federal formaliza o compromisso para executar o plano Brasil sem Miséria com a cooperação dos estados e municípios da Região. Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), diversas ações voltadas para a erradicação da extrema pobreza serão realizadas para retirar 716 mil pessoas da miséria no Sul do País. Essas ações terão como foco a inclusão produtiva rural e urbana e a inclusão digital.

De acordo com o MDS, os três estados – Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina – têm 61% da população mais pobre concentrada na área urbana. A meta do Brasil sem Miséria é beneficiar 16,2 milhões de pessoas (4,3% delas na Região Sul) com transferência de renda, inclusão produtiva e acesso a serviços públicos nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica.

Mobilidade urbana – Às 14h30, a presidenta Dilma anuncia investimentos do PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades para Porto Alegre. Esta modalidade do PAC dispõe de R$ 18 bilhões para melhorar o sistema de transportes nas cidades brasileiras com mais de 700 mil habitantes.

Na capital gaúcha, as obras preveem a duplicação da Avenida Tronco / Cruzeiro do Sul, com implantação de faixa exclusiva para ônibus, ligando o estádio Beira-Rio à região Central, Aeroporto, Rodoviária e região hoteleira, entre outras modificações que beneficiarão a mobilidade da população local. De acordo com cronograma do Ministério das Cidades, até o final do mês serão conhecidos os projetos de todo o país selecionados dentro desse perfil urbano. (Da  Assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome)

Compartilhar

Notícias relacionadas