Entrevista: jovem agricultor de Santana do Itararé, testado positivo para Covid-19 fala sobre a repercussão do seu caso nas redes sociais

Thiago Bíscaro, 30 anos, casado, pai de uma filha, é produtor rural em Santana do Itararé-PR com cultivos de soja nas vizinhas Itaporanga e Barão de Antonina, em SP. Ele concordou em conceder uma entrevista para o ItapoNews, onde conta como tudo aconteceu.

Tratando de uma pneumonia e sem saber que seria testado positivo, o caso dele virou fakenews e está sendo o assunto principal na net no momento, onde maldosamente o rotulam como um irresponsável, que desrespeita autoridades sanitárias e autoridades policiais, e ainda se nega à fazer a quarentena.

E esse barulho na Internet sobre você ?

Estou passando por um constrangimento muito forte, principalmente daí de Itaporanga, falando de mim, Santana News falando de mim sem saberem a verdade. Fiquei muito chateado com esse tipo de coisa. As pessoas não sabem o que a gente passa e não sabem a verdade da vida da gente.

Thiago, como e onde você teria se contaminado pelo Covid-19

Então, eu estava na colheita de soja que planto em Itaporanga e Barão. Daí estava colhendo em Itaporanga e fui para Itaberá. Agora, eu não sei de quem eu peguei. Só sei que eu peguei, mas, não dá pra gente saber de quem pegou, entende?

Quando você percebeu algo errado com a sua saúde?

Foi na terça ou quarta-feira 24 ou 25 de março. Eu estava trabalhando na colheita da soja e tive sintomas diferentes em mim. Meu corpo ficou dolorido e dor no olho. Falta de ar não tive, mas tive fraqueza no corpo, geralmente quando me dá febre. Eu sou um cara que mesmo na roça, pra lá e pra cá, e quando dá isso de mim para eu ficar em casa, alguma coisa não estava bem comigo, e fui atrás de atendimento médico.

E como foi esse atendimento, foi falado em possibilidade de Covid-19?

Não, em momento algum foi falado em Covid, mas, no final, falado em pneumonia.

Foi assim: eu, minha esposa e minha filha fomos ao médico. Como não pedi autorização para mencionar, não vou dizer qual e nem onde. O mais importante é que nesse atendimento médico fui muito bem examinado, solicitados exames de sangue os quais foram feitos que não apontaram nada e mesmo assim pedido raio-x que apontou uma mancha pequena no meu pulmão, e em seguida, uma tomografia que registrou uma mancha maior no meu pulmão esquerdo.

Isso tudo foi na sexta-feira e daí eu esperei até segunda-feira para vir o laudo que o atendimento não quis passar na hora, pensando que era uma doença mais grave. Depois veio o laudo e graças a Deus não era nada tão grave e o médico me falou que era uma pneumonia e entrou com os medicamentos. Em momento algum foi falado em possibilidade de Covid. Vim embora, fiquei aqui em casa tomando os remédios e vinha febre e passava.

Depois de dois dias mais ou menos, como a febre persistia fui no hospital daqui (Santana), recebi atendimento médico, mostrei os exames (do primeiro atendimento) e o atendimento daqui confirmou o mesmo diagnóstico de pneumonia e continuei o tratamento. Deu mais dois dias de febre mesmo eu tomando o antibiótico. Achei que isso não era normal e fui junto com minha esposa no posto de saúde daqui e pedimos para colherem material para o teste de Covid de nós três.

Isso foi feito, e dentro de todas as normas o material foi colhido e encaminhado para exames, com a orientação de ficarmos em quarentena, o que estamos fazendo à risca. Após algum tempo comecei a me sentir melhor, a febre já tinha passado sozinha e o meu apetite voltou e passei a comer bem . Todo esse tempo ficamos em casa, ou seja, sem sair para mais nenhum outro lugar. E até mesmo antes disso eu já estava em casa e não tinha saído por causa da febre, mal-estar e corpo mole.

Então, na verdade foi tudo assim como contamos, e anteontem vieram os resultados que deram negativos para a minha esposa e filha, e positivo para o meu caso.

Mas já estou bem, e continuaremos em quarentena aqui dentro de casa até a próxima quarta-feira, quando termina o prazo dado para nós e estaremos liberados.

E sobre os comentários e divulgações sobre você na internet?

Estamos muito chateados com a maldade, desinformação e mentiras deslavas das pessoas. O pessoal daqui (Santana) e de Itaporanga fizeram um baita alvoroço, inventaram que mesmo eu sabendo que estava com Covid-19 eu estava andando pra lá e pra cá com criança nova e que eu tinha sido abordado e desrespeitado autoridades sanitárias e policiais na barreira, e que eu tinha dito que não iria a me sujeitar à quarentena. Isso foi um absurdo, os que me conhecem sabem da minha responsabilidade, jamais fiz isso e eu jamais faria isso como mentirosamente afirmaram que fiz.

Para finalizar, gostaria de dizer mais alguma coisa?

Sim. Quero parabenizar a Secretaria de Saúde, pela Vigilância Epidemiológica daqui de Santana que assim que soube do meu caso positivo tomou todas as providências de avisar e monitorar as pessoas com quem tive contato por onde passei. Não omiti nenhum lugar. E as mesmas informações a secretaria daqui passou para a secretaria de Itaporanga, que igualmente tomou providências. Estou numa grande torcida para que ninguém se contamine.

Compartilhar

Notícias relacionadas