Escola de Riversul celebra o Dia da Consciência Negra

O Dia da Consciência Negra foi é celebrado na EMEF Oswaldo Pires de Magalhães. A data, 20 de novembro passou a ser lembrada no Brasil para homenagear o líder Zumbi dos Palmares, que morreu nesta data, em 1655, lutando pela liberdade do seu povo. Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, foi um personagem que dedicou a sua vida à luta contra a escravatura no período do Brasil Colonial, onde os escravos começaram a ser introduzidos por volta de 1594. Um quilombo tinha a função de lutar contra as doutrinas escravistas e também de conservar elementos da cultura africana no Brasil.

Com o intuito de propiciar esse conhecimento a toda comunidade escolar a Escola Oswaldo Pires promoveu no último dia 20 de novembro uma série de apresentações para comemorar o “Dia Nacional da Consciência Negra”.

Orientados pelas professoras Ana Cecília, Maria Ramos, Marineide Marques, Tereza Bugiane, Cristiane Mariote, Valquíria Ornelas, Rosângela Lino, Gabriela Briene e estagiário Eduardo Henrique sob a supervisão da coordenadora Eliane Magali, alunos do 1º ao 5º ano desenvolveram atividades de leitura sobre a história dos negros no Brasil na época da escravidão, leitura de texto sobre respeito às diferenças raciais, danças, exposição de cartazes, além de apresentação da capoeira que simboliza a arte marcial desenvolvida pelos escravos trazidos da África ao Brasil.

“A iniciativa desperta a consciência na comunidade escolar sobre o tema e também amplia as discussões e as ações pedagógicas que privilegiem a igualdade entre os povos. Atividades como essas, cada vez mais comuns em escolas de todo o país, logo estarão fazendo toda a diferença na luta contra os preconceitos e a favor do respeito às diferenças”, conclui a diretora Simone Valério.

Compartilhar

Notícias relacionadas