Escritora holandeza falando sobre o Brasil. Texto bárbaro!

itaponewsÉ a grande verdade e ponto! O mundo inteiro está amando o Brasil. Nosso itaporanguense Rafael Barbosa Coutinho fez Engenharia Espacial na Rússia, na mesma escola que estudou Yuri Gagarin, primeiro cosmonauta a enxergar a terra do espaço e dizer a célebre frase: "A terra é azul!".

Rafael passou 6 anos lá e sempre que podia viajava para conhecer mais países europeus.Contou-me no final do ano passado, um pouco antes de retornar ao Brasil  que se orgulhava de ser brasileiro, e andar sempre com uma bandeirinha brasileira estampada na camiseta ou na jaqueta surradas, pois isso despertava  interesse das pessoas desses países. "Tratavam de se aproximar da gente, como se fôssemos um astro. Tomavam a iniciativa de puxarem conversa que se estendia.  O motivo? É que nos últimos anos o Brasil passou a ser bem visto, com um povo bom, alegre e divertido; clima ótimo, com uma economia estável e próspera. Estranhavam o fato de eu estar lá e diziam-me que eu estava perdendo tempo", contou-me Rafael que não me disse, mas que certamente falaria alguma coisa tipo – os conhecimentos não se esgotam e vivem se completando – daí o motivo dele ter ido aprender com um dos povos mais antigos e que se destacaram no desenvolvimento das ciências e tecnologias.

De família humilde e com recursos escassos, a ida de Rafael pra lá não foi fácil. Mas o esforço dele e da família do Sr. Adão da Eletrossom valeu a pena.

No final do ano passado, já quando Rafael concluía o curso na Rússia, a presidenta Dilma criou o Brasil Sem Fronteiras, que custeia estudantes, como ele, que estão sempre em busca  de mais conhecimentos. Talvez se isso já existisse as dificuldades dele seriam menores.

Detalhe interessante de uma parte da entrevista que fiz(por e-mail) com o Rafael em 2005, no primeiro ano que ele estava lá. Ele tinha prestado e passado nas primeiras colocações nos maiores vestibulares brasileiros. Não tenho mais essa matéria, mas a memória gravou.

– Por quê você escolheu a Rússia, um país pouco democrático(na época), e não os EUA para estudar?

– Simples: Na área que eu pretendo os russos são melhores.  Os EUA gastam milhares de dólares para apenas lançar um foguete. Com esse mesmo recurso, os russos constroem foguetes e mais várias estações espaciais. Se você der um pedaço de lata pra um russo ele o transforma em algo de muita utilidade.

Bom, roubartilhei uma postagem interessante que meu amigo Luiz Carlos G. de Oliveira postou no Facebbok há pouco. Agora leiam o conteúdo disso

Compartilhar

Notícias relacionadas