Família Romano inicia movimentação para para um evento comemorativo em Taguai-SP

De acordo com um dos integrantes da equipe familiar que está promovendo, o padre João Crisóstomo, a família Romano é bastante numerosa nesta região e seu núcleo centralizador é em Taguaí-SP, com parte de descendentes residindo em Fartura, Taquarituba, Riversul, Barão de Antonina e em Itaporanga, onde a família Romano Ramalho tem uma grande quantidade de pessoas nos Bairros Santo Antonio e São Sebastião.

E essa mobilização é em comemoração aos 100 anos do nascimento e 75 anos da morte – em combate na Segunda Guerra, na Itália – do taguaiense Antônio Romano de Oliveira, que empresta o seu nome a uma praça de Taguaí.

Numa solenidade pública, com a presença da toda a comunidade taguaise, e em data a ser marcada, a família se reunirá para uma missa e em seguida a instalação na praça de um busto do homenageado, o nobre cidadão taguaiense Antônio Romano de Oliveira.

“Perpétua Memória… – No dia 10 de janeiro desde ano, comemorou-se os 100 anos da Liga das Nações. Essa Liga ou Sociedade foi a ratificação do Tratado de Versalhes, que fora assinado um ano antes, como um compromisso de Paz entre as Nações, após o final da Primeira Guerra Mundial. Não obstante, apesar do compromisso desta Sociedade, o mundo ainda veio a sofrer as dores, as perdas e as consequências da Segunda Guerra Mundial ocorrido entre os anos de 1936 a 1945.

Entretanto, as iniciativas desta Liga ou Sociedade, não foram em vão, porque essas iniciativas foram precursoras da ONU, Organização das Nações Unidas, que segue buscando além da Paz, o desenvolvimento sustentável das Nações e tantos outros objetivos a favor dos povos.

Neste ano de 2020, dentre muitas comemorações a serem lembradas ou celebradas, tornamos presente uma em particular, a do cidadão taguaiense, o Expedicionário ANTÔNIO ROMANO DE OLIVEIRA. Memória essa que ressalta-se duplamente nessa ocasião: 100 anos de seu nascimento, no então Ribeiropolis, hoje cidade de Taguaí – SP e, 75 anos de sua precoce morte como soldado combatente em Montese, na Itália, por ocasião da Segunda Guerra Mundial, contra as investidas do Regime Nazista.

A Família Romano, os Cidadãos Taguaienses e os parentes, tendo chorado a perda de seu ente querido, o mencionado Expedicionário, neste ano em curso, querem recordar as datas significavas e dignas de memória deste grande e exemplar parente e conterrâneo.

Além de saber o seu nome e o tipo de morte, é também oportuno nesta ocasião conhecermos um pouco mais da vida do Expedicionário Antônio Romano e de sua família de origem. Afinal, onde estão os seus parentes? Onde estão os Romanos? Onde estão, em nosso Brasil, os familiares e descendentes com este sobrenome?

É com grande alegria que registramos que Antônio Romano ainda tem uma Irmã que vive entre nós e uma relação incontável de sobrinhos e sobrinhas, primos e primas e familiares que o consideram. Estão espalhados pelo Brasil afora, em diferentes capitais, outras cidades e também fora do país.

Neste ano, queremos não apenas recordar o fato triste do passado, mas celebrar o centenário do nascimento e os setenta e cinco anos da morte do Tio Antônio Romano e deixar registrado para a História de nossa cidade, aos descendentes da Família Romano e, à posteridade, a importância que lhe damos, a dignidade que lhe reconhecemos e a honra pública que lhe tributamos. Além disso, diante de tantas situações complexas de nossa sociedade e de nosso país, é oportuno refletirmos um pouco e mais amplamente a nossa História, a nossa vida em Família, a nossa política e qual a mensagem dos fatos que celebramos para os nossos dias.

Quanto mais dura a luta, mais necessitados somos da Família, de Deus e da Paz!

Agradeço a vossa atenção e os convido a nos acompanhar nas próximas publicações”,
Atenciosamente,
Sobrinho neto do Expedicionário

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de