Fascinante: estudantes de Itapeva participam de acampamento norturno para observação celeste

Os alunos puderam observar o céu  noturno com suas estrelas, astros, satélites e constelaçõesMonitorados por astrônomo, alunos de uma escola pública de Itapeva passaram uma noite em acampamento para, através de equipamentos de telescópio e lunetas, verem mais próximo as belezas celestiais como as estrelas, astros, satélites e as constelações. A atividade encantadora ofereceu aos estudantes e professores muitos conhecimentos sobre o universo. 

Participantes do 1º Acampadentro

No último dia 04, a EM Prof Antonio Carvalho Felippe realizou o 1° Acampadentro “Dide e as Estrelas” – atividade prático/teórico de observação celeste o qual proporcionou aos alunos uma noite de muito conhecimento.

A partir do estudo para a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), que aconteceu dia 11 de maio, os estudantes professores, funcionários, pais e colaboradores puderam vivenciar a observação do céu noturno com suas estrelas, astros, satélites e constelações.

Ao todo mais de 100 pessoas, entre crianças, pais e colaboradores, participaram do evento que teve início com uma introdução à Astronomia feita pelo Astrônomo Neto Antunes, de Taquarivaí. Em seguida, os alunos observaram toda a constelação celeste através de telescópio e lunetas disponibilizados por Neto e por outras unidades escolares do município.

Durante a atividade, o astrônomo trouxe aos estudantes todo conhecimento e amor pela astronomia e contagiou os participantes com suas explicações e curiosidades.

De acordo com o diretor da escola, Alexandre Faria, além do estudo científico e da prática, o envolvimento de toda a comunidade para realização do evento foi ponto essencial para o sucesso do evento. “Sem esse apoio e confiança das famílias a ação não seria possível”, afirmou.

Segundo ele, as comunidades do Itapeva E, Morada do Sol e adjacências da São Camilo estão mostrando que estão cada vez mais preocupadas com o estudo de seus filhos. “Quem ganha com isso são nossos meninos e meninas”, comentou Alexandre.

Os alunos puderam observar o céu  noturno com suas estrelas, astros, satélites e constelaçõesMalú Faria, coordenadora pedagógica, ressaltou que a noite de estudos e observações tornou mais concreto para as crianças os assuntos que os professores têm trabalhado com constância em sala de aula. “Teoria e prática devem estar juntos sempre. Com este evento crianças puderam aprender pela experimentação”, salientou.

Para Maria Cecília Costa Rosa, mãe de um aluno, foi uma noite inesquecível, tanto para as crianças e como para os pais que participaram ativamente do evento. “Vê-los observando o céu com tanta curiosidade e poder participar e sentir a mesma coisa é indescritível”, contou.

Conforme ela, a oportunidade que a escola proporcionou aos estudantes e a eles de ‘viajar por um mundo desconhecido e longínquo com os pés no chão’ os tornou mais humanos e os levou a refletir sobre a própria existência. “Obrigado a todos os responsáveis e parabéns pelo belíssimo trabalho que a escola está fazendo para nossos filhos”, acrescentou.

Norma, orientadora de alunos, aos 53 anos relatou que essa foi uma das experiências mais linda e gratificante que já pode participar. “Ganhamos conhecimentos e, pela primeira vez, pude observar a lua e suas crateras. Foi realmente muito emocionante”, descreveu.

Para ela, essa oportunidade com certeza marcará para sempre as crianças, como já marcou para ela. “Que essa equipe possa continuar fortalecida e proporcionar mais momentos de aprendizagem como essa”, destacou.
Os alunos puderam ainda observar várias constelações através de Planisfério Celeste trabalhado em sala de aula pelos professores. Todos gostaram da experiência.

“Pude ver o escorpião, cruzeiro do sul e outros. Adorou saber que para cada constelação existe uma história” disse José, aluno do 5° ano.

Tainara, colega de classe de José, gostou de ver Saturno e os Anéis. “Pareciam até de brinquedo, muito lindo”, disse.
Olhar o telescópio e dormir na escola foi o que Paulo, do 4º ano, mais gostou. “Foi divertido e aprendi bastante sobre as estrelas e a lua”, contou.
Para Gabriel Carriel, mais atividades desse tipo deveriam acontecer na escola.

Conforme Alexandre, os estudos, as pesquisas, as observações e o dormir na escola foi minuciosamente planejado pela equipe gestora, com o apoio de todos os setores da escola. “Vivenciar traz a alegria no aprender e a certeza de que não houve ousadia, houve sim o compromisso de uma educação pública de qualidade, possível e necessária. Obrigado a todos que fizeram com que esse evento fosse sucesso”, concluiu. (Com Alene Santos, da Comunicação da Secretaria de Educação de Itapeva)

Compartilhar

Notícias relacionadas