Fim de semana de atividades na recepção dos novos alunos da FMB/Unesp

Ingressantes dos cursos de medicina e enfermagem e seus pais são recebidos por dirigentes – Março é tradicionalmente conhecido como o mês de recepção dos novos alunos dos cursos de medicina e enfermagem da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB|Unesp). E para manter a tradição, no último fim de semana, dias 29 de fevereiro e 1º de março, a Central de Aulas da Instituição recepcionou os ingressantes e seus familiares.

A programação foi organizada pela vice-diretoria da FMB, comissão de recepção, Associação Atlética Acadêmica Carlos Henrique Sampaio de Almeida (AAACHSA), Centro Acadêmico Pirajá da Silva (CAPS) e Centro Acadêmico XII de Maio (CAENF). Um tour pelo câmpus, café da manhã com dirigentes e dinâmicas fizeram parte da programação.

“O número de pais, mães, alunos e alunas que vieram foi muito maior do que os anos anteriores”, disse a diretora da FMB, professora Maria Cristina Pereira Lima (Kika). A dirigente lembrou que questões de violência, assédio, drogas e outras preocupações dos pais em relação a seus filhos foram abordadas durante o encontro com a finalidade de demonstrar a preocupação da Instituição com eventuais problemáticas.

O professor Aristides Palhares, membro da comissão de recepção, também ressaltou que o número de pais e alunos superou as expectativas. “Acho que a repercussão foi muito boa”, disse o docente. Para ele, “tranquilizar os pais é o principal objetivo dessa reunião” e o crescimento do evento é verificado anualmente.

Anderson Francisco Garcia Ruiz, de São Paulo (capital), trouxe seu filho Matheus, de 18 anos, para a atividade de recepção. Ele explicou que seu filho já havia passado em outro vestibular do curso de medicina, mas a opção pela FMB veio com base na estrutura da escola e de seu ensino. “Aqui está muito mais conceituado”, afirmou o pai.

Sandro Fragoso Gonçalves, de Americana, SP, veio com a filha Thaíssa para o evento de recepção dos ingressantes. A jovem passou em outras três universidades, mas optou pela FMB “pela estrutura da Universidade; ela se apaixonou de cara”, explicou o pai. Para ele, a atividade de acolhimento dos novos alunos expõe o que deve acontecer com eles nos próximos anos e isso “acalma, acalenta um pouco”, pontuou.

Até a próxima sexta-feira, 6, outras atividades serão desenvolvidas com os novos alunos dos cursos de medicina e enfermagem. (Vinicius Dallaqua dos Santos- Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB)

Compartilhar

Notícias relacionadas