Flurona: entenda mais sobre a infecção simultânea de gripe e de Covid-19

Diversos Estados do Brasil já possuem casos confirmados

Em meio à pandemia do novo coronavírus e da disseminação de casos da cepa H3N2 da influenza, um novo nome começa a trazer preocupação para a sociedade em 2022: a “flurona”, caracterizada por um raro contágio simultâneo com os vírus da gripe e da Covid-19.

De acordo com a Agência Brasil, os primeiros casos deste quadro foram detectados nos Estados Unidos em 2020, mas o nome derivado a partir dos termos “flu” (gripe, em inglês) e “rona” (de coronavírus) ficou mais conhecido no final do ano passado, com o caso de uma paciente israelense do sexo feminino, grávida e não vacinada, que contraiu as duas doenças ao mesmo tempo, apresentando sintomas leves.
Outros países também já registraram casos confirmados de flurona, incluindo o Brasil.

Chefe do Serviço de Infectologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Dr. Alexandre Naime Barbosa enfatiza que a flurona não é um novo vírus e que os casos desta infecção dupla não apresentam maior gravidade em indivíduos sem fatores de risco. “Acreditamos que o relaxamento das medidas sanitárias com as festas de fim de ano favoreceu o aumento da quantidade de infectados por Covid-19 e por influenza, além do surgimento de mais casos de flurona”.

Os sintomas das duas doenças respiratórias são semelhantes e, com isso, torna-se difícil a identificação dos casos. “Já tivemos pacientes com até 3 vírus detectados simultaneamente, o que aumenta a importância da abordagem precoce e da testagem adequada”.

Dr. Alexandre aponta que as medidas de prevenção contra a flurona são praticamente as mesmas aplicadas contra a Covid-19 e a influenza: usar máscaras de proteção, evitar aglomerações e realizar a higienização das mãos frequentemente, além da vacinação completa contra as doenças. “A atual vacina contra a influenza não contempla a cepa H3N2, a mais circulante neste momento. Mesmo assim, incentivamos as pessoas a completarem o esquema vacinal, que atenua a gravidade dos casos, e que procurem atendimento médico ao menor indício de sintomas gripais”, encerra.

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments