Governador anuncia nova fábrica da Cummins(geradores de energia) em Itatiba

Governador Geraldo Alckmin assina memorando de entendimentos para a construção de uma nova fábrica da Cummins Brasil em ItatibaCom apoio da Investe São Paulo, a Cummins expandirá sua produção com uma nova planta no município de Itatiba, que receberá unidade de grupos geradores e centro de distribuição. O governador Geraldo Alckmin e a Cummins Brasil assinaram nesta terça-feira, 27, no Palácio dos Bandeirantes, memorando de entendimentos para a realização de investimento de cerca de R$ 160 milhões na construção

de uma nova fábrica da empresa no município de Itatiba, a 86 quilômetros da capital.

“Eu estou assinando com a Cummins um protocolo para uma nova fábrica produtora de geradores de energia vindo para Itatiba, com 250 empregos iniciais e 700 na fase completa. Um grande investimento para a cidade”, comentou Alckmin na ocasião.

A previsão é de que a nova planta industrial, localizada às margens da Rodovia Dom Pedro I, km 97,5, fique pronta em março de 2014, com a geração de 250 empregos diretos, podendo chegar a 700 colaboradores nos anos subsequentes à inauguração da unidade fabril. A fábrica vai receber primeiramente a unidade de grupos geradores e o centro de distribuição.

Quando a nova fábrica estiver em pleno funcionamento, terá capacidade anual para produzir cerca de 7,2 mil unidades de geradores de energia e 1,2 milhão de componentes ou subconjuntos.

Luis Afonso Pasquotto, vice-presidente da Cummins para a América Latina, durante assinatura do memorandoA nova planta da Cummins terá 436 mil m², com área construída de aproximadamente 50 mil m². O terreno e as obras de infraestrutura vão demandar investimentos de R$ 66 milhões. O restante do valor, cerca de R$ 94 milhões, serão realizados por cada uma das unidades de negócios em maquinários, linhas de produção e em equipamentos de logística.

“O investimento inicial em obras civis já contempla os serviços de terraplenagem, obtendo-se um platô de 347 mil m². Nessa fase, portanto, estamos utilizando menos de 15% da área disponível. O restante será usado em futuras etapas de expansão da empresa”, disse o gerente executivo do projeto da Cummins, Francisco Silva.

A Investe São Paulo, agência do governo paulista responsável pela atração e manutenção de investimentos no Estado atende a Cummins desde maio de 2011, com o objetivo de encontrar o novo local para o empreendimento. “O Governo de São Paulo, por meio da Investe SP, deu todo o suporte para que este investimento permanecesse no Estado. A cidade de Itatiba possui uma excelente logística para o escoamento da produção e mão de obra qualificada”, explicou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa.

Para o presidente da Investe SP, Luciano Almeida, o trabalho da agência está apenas começando. “Agora que a empresa definiu pela cidade e já fez a aquisição da área, vamos começar o trabalho conjunto no apoio à obtenção de licenças e no contato com as concessionárias de transporte e energia da região”, disse.

A Cummins forneceu a relação das necessidades do projeto para que a Investe SP identificasse as regiões do Estado capazes de suprir as demandas do investimento. A empresa optou pelo município de Itatiba após receber uma lista de cidades que se enquadravam nas demandas do empreendimento. “A chegada da multinacional americana Cummins em Itatiba confirma efetivamente o resultado de todos os investimentos propostos por esta administração para que nossa cidade se tornasse atraente para consideráveis investimentos. Representa um enorme avanço econômico que se justifica, dentre inúmeros motivos, por conta dos incentivos gerados por meio do Progride (Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico), além da qualidade de vida e mão de obra oferecidas no município”, destacou o prefeito de Itatiba, João Fattori.

Em 2010, a Prefeitura, por meio de lei, instaurou o Progride. A iniciativa prevê incentivos para novas empresas se estabelecerem no município, visando o incremento da geração de renda e emprego.

Compartilhar

Notícias relacionadas