Gruta da Barreira preparada atrair visitantes como antigamente

Quem na região ainda não ouviu falar da gruta da Barreira de Itararé?
Gruta da Barreira, Gruta da Santa, Gruta das Andorinhas e Gruta Subterrânea, são as principais denominações desse complexo rochoso subterrâneo, por onde o grande Rio Itararé (marco divisório entre os Estados de São Paulo e Paraná) se estreita para seguir seu curso entre as apertadas fendas e gargantas.Cercado de lendas e crenças, esse local de rara beleza enche os olhos do visitante, principalmente ao entardecer com a revoada das andorinhas, que aos milhares voam e pousam em seu interior para dormir, ficando quase que invisíveis por misturarem-se com a cor da rocha.


No seu subterrâneo, pela crença, féis asseguram ver a imagem de uma Santa sobre um ponto de águas calmas do turbulento rio, o que tornou o lugar como ponto de peregrinação de católicos. Em 1939, com grande acompanhamento de fiéis a igreja introduziu a imagem de Nossa Senhora de Lourdes em um de seus pontos.

Vista parcial da gruta

Em datas especiais e principalmente nos finais de semana, o lugar recebe várias excursões de fiéis que vêm de cidades da região. Muitos vão para pagar promessas, conforme se vê na quantidade de objetos deixados na parte da Sala dos Milagres por aqueles que conseguiram graças. Alguns deixam gravados na rocha  seus nomes e suas cidades de origem.
Por outro lado, o lugar é perigoso por causa da violência da correnteza e da profundidade das águas do rio que passam pelas estreitas e sinuosas cavidades. Por isso, infelizmente o local também é escolhido por suicidas. Ao longo da história, são incontáveis o número de pessoas que se mataram nessa gruta. 

Eternizada em tela por um dos ícones da Pintura Mindial, essa gruta da Barreira foi uma das várias belezas brasileiras pintadas pelo artista francês (pintor e desenhista) Jean Baptiste Debret (1768-1848), quando, em 1816, a convite de Dom João VI, veio ao Brasil para pintar paisagens e costumes do Brasil.
Na TV, nos anos 70, ela foi tema de uma grande reportagem feita pela Rede Globo, que na época destacou a beleza da natureza do local e o encanto da revoada das andorinhas.

O prefeito César Perúcio, através da Coordenadoria de Turismo, está empenhado em melhorar o lugar,  fazendo adequações para maior conforto da população local e dos turistas.

Para isso, já foram executadas ações de restauração e manutenção  na entrada do parque, nos sanitários, capinagem, pintura dos corrimãos e pilares, bem como a colocação de placas de sinalização dos pontos de interesse, para maior segurança do visitante.

Um projeto da prefeitura, já em fase inicial de execução prevê a colocação de playground e a construção de  quiosques na parte da piscina, e a recomposição da vegetação do local, com a finalidade de tornar o local mais agradável ao visitante.

A administração estuda a possibilidade de aproveitamento do prédio onde funcionava o restaurante, que poderá servir para fins educacionais ou até mesmo sua reforma e adequação para voltar a funcionar como restaurante, para atender a demanda de visitantes.

O intuito da atual administração é resgatar a visitação do parque, para que a população da cidade e região volte a frequentar o local como era antes. (Com assessoria de imprensa da Prefeitura de Itararé)

 

Compartilhar

Notícias relacionadas