Há 15 anos, nesta data, 20/02, falecia o saudoso abade Dom Estevam Stork

Alemão, ainda jovem combateu, contra a sua vontade na 2ª Guerra, contra os russos e acabou se tornando prisioneiro de guerra por dez meses. Aqui em Itaporanga, ele fazia questão de celebrar as missas dos domingos para os presos da cadeia pública local.

Nessas missas, Dom Estevam falava da esperança e da fé, e citava uma memória que ele trazia do cárcere: a de um preso, colega seu de cela, que em decorrência da guerra tornou-se doente mental e com frequência tentava plantar uma flor no piso gélido e seco de cimento da prisão

Idealista, Stork batalhava muito para oferecer condições para a promoção humana da comunidade itaporanguense. Como viajava com certa frequência à Europa para visitar familiares e também para trazer doações aos desprovidos, e aproveitava para observar o que a Europa fazia em termos de geração de emprego e renda para prosperar e melhorar a condição econômica do seu povo.

Trouxe a Obra Kolping, que funcionou por muito tempo na antiga máquina de arroz do mosteiro.

Essa obra, fundada pelo padre Adolfo Kolping, tem como pilares o tripé: família, trabalho e religião, e disponibilizava gratuitamente para a população de Itaporanga, cursos de qualificação profissional, em datilografia, eletricista, pedreiro, carpinteiro, encanador, pintor, e outros, e para as mulheres, curso de corte e costura, tricô, crochê, manicure, cabelereira e outros. Todos que participavam tomavam gosto e iam até o final do aprendizado. Saiam bem qualificados já trabalhando e sendo disputados no mercado de trabalho.

As formaturas das “turmas da Kolping” no final do ano eram muito esperadas, pois faziam uma grande festa e ofereciam mesas fartas com os deliciosos salgados, doces e refrigerantes para os formandos e todas as suas famílias.
BIOGRAFIA DE DOM ESTEVAM

Por Ir. Alexandre Garcez – Urban Ioseph Stork, filho de Ioseph Stork e Maria Stork, nasceu a 5 de maio de 1922 em Staig, Fronreute, na Alemanha de Weimar. Algum tempo após concluir os estudos em Weingarten e Revensburg, foi convocado para o serviço militar durante a 2ª Guerra Mundial, onde foi tenente 1941, lutando contra os russos. Retornando para Staig em 1946, permaneceu durante dez meses na Áustria, como prisioneiro dos ingleses. Após a guerra ingressou no Seminário dos Missionários Combonianos do Sagrado Coração, em Bamberg, sendo ordenado sacerdote no dia 15 de março de 1953.

Como Comboniano foi enviado em missão a Lima – Peru em 1953, onde permaneceu até 1956, quando então partiu para ingressar na Abadia de Nossa Senhora da Santa Cruz em Itaporanga, SP. Sendo recebido pelo abade fundador Dom Atanásio Merkle, ingressou no noviciado a 15 de julho de 1956, recebendo dele o nome de Estevam, e fez a sua Profissão Solene no dia 16 de julho de 1957. Após a profissão, passou a auxiliar Dom Atanásio Merkle na Paróquia de São João Batista. No dia 10 de fevereiro de 1971 a comunidade monástica de Itaporanga o elege como seu 2º Abade, tendo a Bênção Abacial ocorrida no dia 19 de março de mesmo ano, permanecendo à frente da comunidade monástica até 2006, quando então é sucedido por Dom Luis Alberto Ruas Santos.

Com grande solicitude e empenho apostólico, Dom Estevam permaneceu quase cinco décadas na Paróquia de São João Batista, construindo muitas capelas nas comunidades da zona rural bem como na cidade, tais como a Igreja de Santa Cruz e nova Igreja do Bom Jesus. Trabalhou incansavelmente em prol à evangelização, realizando diversas atividades pastorais e catequéticas, marcando profundamente os paroquianos de Itaporanga com a sua personalidade e seu carisma.

Faleceu de enfarte cardíaco no dia 20 de fevereiro de 2009, causando grande comoção entre os monges e os paroquianos de Itaporanga, tinha, então, oitenta e sete anos de idade, cinquenta e seis de sacerdócio e cinquenta e dois de profissão.

Em dezembro de 2014, o município de Itaporanga prestou-lhe uma homenagem, dado o seu nome ao novo conjunto habitacional com 55 casas, de Conjunto Residencial “Dom Stevam Stork”.

Reveja esse momento e as fotos da inauguração e entrega das chaves aos contemplados, em reportagem do ItapoNews. https://www.itaponews.com.br/novo-conjunto-habitacional-e-inaugurado-com-o-nome-de-dom-estevam-stork.html

E em junho de 2019, a ponte sobre o Rio Verde, na Rodovia Jurandir Siciliano (SP-255), através de projeto de lei estadual do falecido deputado Dr. Ulisses, recebeu a denominação de Ponte Dom Estevam Stork, e com a benção do padre Roberto Xavier, as placas foram instaladas nas extremidades https://www.itaponews.com.br/ponte-do-rio-verde-recebe-o-nome-de-ponte-dom-estevam-stork.html

 

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Pe. Roberto Xavier Fernandes
Pe. Roberto Xavier Fernandes
20 de fevereiro de 2024 22:53

Excelente matéria ressaltando a pessoa especial, carismática, humana e religiosa de D. Abade Estevam Stork! Deus o tenha em sua misericórdia, o recompense pela vida de amor, fé, sacrifício e doação heróica, e nos inspire a manter sua memória e vivência de seus valores…! R.I.P.