HC de Botucatu inaugura nova sala de Recuperação Anestésica

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (HCFMB) inaugurou nessa segunda-feira, 27 de setembro, as novas instalações da sala de Recuperação Anestésica, instalada junto ao Centro Cirúrgico da unidade. Com isso, o setor passa a oferecer maior conforto e qualidade na assistência no pós-operatório a seus pacientes.


Foram investidos R$ 100 mil na adaptação do local que contará com dezesseis leitos. A nova sala conta com um posto de enfermagem e área de trabalho para médicos anestesiologistas; local para instalação de computadores; além da troca pisos e tubulações de gases medicinais. O espaço atende às mais modernas normas de segurança. 
 

Referência regional na assistência à saúde, o Hospital das Clínicas realizou, até agosto de 2010, mais de 5.200 cirurgias em seu Centro Cirúrgico. Para o superintendente do HCFMB, professor Emílio Curcelli, a nova estrutura é essencial para o conforto do paciente e melhorias na atuação das equipes multidisciplinares.

“A expectativa é que a sala venha a cumprir seu papel de suporte ao Centro Cirúrgico. Tal ampliação é apenas o começo da projeção que a unidade tem que ser dentro do hospital”, ressaltou Curcelli. Segundo ele, o setor é um dos que mais recebem demandas dentro da unidade.

Já o diretor da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB), prof. Sérgio Müller, enfatizou que a adequação do espaço é um anseio do próprio hospital, em proporcionar estruturas adequadas nos serviços oferecidos. “Hoje a adequação desse espaço mostra que se pode oferecer atendimento de saúde público em locais apropriados. E isso mostra a constante ampliação do HC”, declarou.

As salas de recuperação anestésica consistem em áreas destinadas à permanência do paciente após o término do ato cirúrgico, sob os cuidados permanentes da equipe de enfermagem e anestesiologia. Os locais oferecem suporte para a recuperação da anestesia até que os reflexos da pessoa estejam presentes, sinais vitais normalizados e a consciência recuperada. Após este processo, o paciente retorna ao seu leito de origem nas enfermarias existentes no hospital.(Da ACI/HC/FMB/Unesp)
Compartilhar

Notícias relacionadas