HC/Unesp recebe doação de equipamento utilizado em implante de marcapasso

Através da destinação de R$ 200 mil liberadaos pela Secretaria de Estado da Saúde, o Hospital das Clínicas, vinculado à Faculdade de Medicina/Unesp (HC/FMB), realizou em maio a aquisição de um aparelho de Radioscopia Portátil, usado para auxiliar o implante de marcapasso em pacientes dos municípios de abrangência do Departamento Regional de Saúde de Bauru (DRS-6).

O equipamento, um modelo General Eletric Everview 7.500 Pro, tem a capacidade de fornecer ao médico imagem intervencionista para aplicações em salas de cirurgia ou de emergência. Tem múltipla utilização voltada a serviços médicos como ortopedia, neurologia, gastrocirurgia, cirurgia vascular e urologia. Atualmente, o hospital possui três aparelhos de radioscopia instalados em seu Centro Cirúrgico.

Segundo professor Rubens Ramos de Andrade, responsável pelo Serviço de Marcapasso do HC/Unesp, a aquisição do novo aparelho proporcionará melhoria na logística de atendimento aos pacientes que necessitam de implante de marcapasso. “O HC possui estes equipamentos há anos, mas o crescimento de sua população de abrangência fez com que nossos serviços utilizassem cada vez mais os equipamentos”, relata. Somente unidades de saúde em Bauru e Botucatu possuem tais serviços vinculados ao SUS (Sistema Único de Saúde), frisa o médico.

Já em funcionamento, o novo aparelho- instalado na seção de Hemodinâmica do HC- é usado pelo cirurgião para que o fio eletrodo do marcapasso chegue corretamente ao coração. Ao contrário dos equipamentos de Raio-X, que ‘fotografam’ o local, este fornece imagens de vídeo aos profissionais envolvidos no procedimento.

A estimativa de prof. Andrade é que o aparelho exclusivo deva auxiliar os 500 procedimentos, em média, realizados por ano pela unidade para o implante de marcapasso, usado para controlar o batimento do coração, normalmente em ritmo baixo.

A colocação do dispositivo se dá principalmente em pessoas portadoras de Doença de Chagas, com problemas congênitos do coração, doenças coronarianas ou situações como infartos, angina e colocação de pontes de safena; ou mesmo o envelhecimento do organismo pela idade.

Desde 1976 o Hospital das Clínicas possui um serviço específico para o implante de marcapasso. Cirurgias deste tipo ocorrem em situações distintas: um provisório, para situações de emergência, podendo ficar entre 10 a 15 dias no corpo do paciente- e o permanente- quando há a necessidade da pessoa utilizar-se do equipamento para o sincronismo do batimento cardíaco de forma contínua. Em ambos os casos, há a utilização do aparelho adquirido pelo HC/Unesp. (Da Assessoria de Imprensa do HC/FMB Unesp)

 

Compartilhar

Notícias relacionadas