Hospital Estadual Bauru zera fila de espera por córneas

 O Hospital Estadual Bauru comemora um feito muito importante: zerou, na tarde de ontem (23/09), sua fila de espera por transplante de córneas.  A meta era perseguida desde o início do serviço de captação de órgãos, em 2004.

O paciente Geraldo Crescêncio, de 77 anos, esperou poucas horas pela córnea. Ele foi inscrito na fila quarta-feira (23/09) pela manhã e no final da tarde do mesmo dia recebeu a notícia que o tecido havia sido disponibilizado para ele. A cirurgia está marcada para a próxima quarta-feira, dia 30. Geraldo possui uma úlcera no olho direito. O paciente esteve na manhã desta quinta-feira no HEB para realização de consulta e exames necessários para o procedimento.

A assistente social Márcia Vilma Silva, que coordena a equipe de captação de órgãos comemora a boa notícia mas faz um alerta: o fato de zerar a fila não significa que não é preciso mais doar órgãos. “Se mantivermos as doações as pessoas não vão precisar ficar  meses ou anos esperando, isso é o ideal. As doações devem ser em volume suficiente para suprir a procura pelo transplante”.
 
Administrado pela Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp e pela Famesp (Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar), o Hospital Estadual Bauru já captou mais de 650 córneas, realizando cerca de 140 transplantes deste tecido. Quando o serviço de captação de órgãos do hospital foi inaugurado, em 2004, mais de cinco mil pessoas aguardavam pelo transplante de córneas no Estado de São Paulo

"É difícil para a família tomar a decisão pela doação quando acontece o falecimento. Por isso é tão importante que as famílias conversem antes sobre doação de órgãos, para que todos conheçam a opção pela doação", avalia Márcia.

Dia Nacional do Doador de Órgãos e Tecidos

Domingo, 27, é o Dia Nacional do Doador de Órgãos e Tecidos. Em comemoração, o Hospital Estadual Bauru recebe neste sábado, 26, familiares de doadores para uma homenagem. Foram convidadas 301 famílias de doadores e 14 receptores. Os próprios receptores de órgãos farão homenagens às famílias doadoras, como forma de incentivar discussões e manifestações sobre ser ou não um doador.

O evento em homenagem aos doadores acontece pelo quinto ano consecutivo. A celebração acontece com o intuito de chamar a atenção sobre a necessidade das pessoas manifestarem, entre seus familiares, a vontade de ser um doador.

"Será maravilhoso termos mais esta boa notícia para comemorar. A população pode acreditar na seriedade deste trabalho que é feito com tanto cuidado e dedicação por uma rede de profissionais em todo o estado. As famílias autorizaram as doações e o resultado é o fim da espera”, conclui a assistente social.

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas