Indígenas de Itaporanga e Barão de Antonina fazem manifestação pacífica na SP-281, contra o Marco Temporal que está sendo votado em Brasília

A manifestação, iniciada por volta das 15h no Km 62, da Rodovia Juventino Patriarca (SP-281) é para que não passe a tese do Marco Temporal, que está sendo votado no TSF em Brasília. Indígenas de todo o Brasil, cerca de 6 mil representantes estão acampados na capital federal.

O vice-cacique da Aldeia Tekoa Porã, em Itaporanga (SP), Angerri Awa itadju falou com o ItapoNews:

“O motivo do fechamento aqui da rodovia, é que hoje está sendo votado o Marco Temporal no STF em Brasília. Por isso, indígenas de todo o Brasil estão se mobilizando para que essa tese do Marco Temporal não passe. Porque, se passar, o quê vai acontecer? Os territórios indígenas ficarão em risco”, explicou o vice-cacique informando que o cacique Darã está em Brasília, junto com os mais de 6 mil indígenas de todo o Brasil que acompanham a votação do STF.

Segundo ainda Angerri, cerca de 60 pessoas, das aldeias Tekoa Porã (Itaporanga) e Pyau (Barão de Antonina participam da movimentação. “Estamos aqui num manifesto pacífico, não estamos parando os carros, estamos deixando passar, só que na velocidade baixa. Nós só queremos que a nossa mobilização seja vista por todos”, encerrou Angerri.

Por outro lado, sobre o assunto, a concessionária Arteris ViaPaulista que administra a rodovia informou o seguinte:

“Manifestação no km 62,115 da SP-281, em Itaporanga. No momento há interdição da pista em ambos os sentidos. Tráfego sendo desviado pelo acostamento. Há 20 metros de retenção no tráfego. A concessionária Arteris ViaPaulista está no local com equipes de inspeção de tráfego. PMRv está em deslocamento”, informou a nota.

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments