Itapeva: simulação de acidentes de trânsito envolve 4 veículos no Bairro Bela Vista

 

Evento contou com Samu, Corpo de Bombeiros, CCR SP Vias, Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Polícias Militar e Rodoviária, Santa Casa e Cetesb. – Uma simulação de acidentes de trânsito ocorreu na última sexta-feira, dia 14, no trevo próximo ao Bairro Bela Vista, contando com a participação do Samu, Corpo de Bombeiros, CCR SP Vias, Defesa Civil, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária, Santa Casa e Cetesb.

Foram utilizados no treinamento quatro veículos, sendo que um deles era um caminhão que transportava amônia, considerado um produto perigoso. Além do Corpo de Bombeiros, os profissionais da Cetesb foram os responsáveis pela desintoxicação das vítimas envolvidas.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Itapeva, capitão Márcio de Lima Renó, responsável por comandar toda a operação, o objetivo do treinamento foi promover a integração e a união das forças de urgência e emergência do município, além de salvar vidas.

O coordenador municipal da Defesa Civil de Itapeva, Major Ivair Patriarca e Valdinei Aranha, secretário executivo da Defesa Civil do município, além do diretor do Demutran, Luciano Barbarotti, estiveram presentes no treinamento. De acordo com Major Ivair Patriarca, estes treinamentos são de suma importância para que todos os órgãos envolvidos, possam fazer o melhor atendimento às vítimas de acidentes.

A simulação de acidentes também envolveu um veículo que capotou, ao bater em uma van escolar, com vítimas presas às ferragens. Uma equipe de resgate da CCR SP Vias, comandada pela enfermeira Maísa Fragoso, socorreu as vítimas, que foram cedidas pela Fait.

O coordenador do Samu de Itapeva, Emerson Camargo, que foi um dos organizadores do treinamento, disse que foi gratificante reunir representantes de diversos órgãos relacionados ao setor de saúde, com o objetivo de aprimorar conhecimentos e principalmente promover uma integração entre os participantes da simulação. “É de fundamental importância que todas as pessoas envolvidas neste projeto de socorrer e salvar vidas se conheçam. Ao atender as ocorrências que acontecem diariamente, o fato de saber quem é o responsável por cada órgão competente, facilita o socorro às vítimas”, explica Emerson Camargo.

Compartilhar

Notícias relacionadas