Itaporanga: Secretária da Educação Marta Rossica pede exoneração do cargo

Embora o site oficial do município não tenha feito nenhuma publicação de notícia comunicando o fato, a secretária de Educação Marta Rossica pediu exoneração do cargo na quinta-feira.

Neste sábado (16), por telefone Marta Rossica confirmou o seu pedido de demissão, mas não quis se estender, com detalhes, sobre as causas que a levaram a essa atitude, mas simplicou dizendo: “Falta de autonomia para muita responsabilidade”.

Sabe-se com tudo que, por não conseguir iniciar o ano letivo no dia 04 deste mês, como foi feito em todas as demais escolas municipais de cidades paulistas, por falta, dentre outras, do transporte escolar que a administração não conseguiu viabilizar, Marta Rossica estava passando por muitos aborrecimentos, numa situação extremamente vexatória.

Filha de educadores que tiveram sete filhos, Marta é uma dos cinco que atuam na educação, inclusive um filho dela. “Respiramos educação e quando assumi o meu objetivo era proporcionar às crianças de Itaporanga uma educação pública de qualidade. Lamento não ter conseguido!”

Com isso, em pouco mais de dois anos de gestão do prefeito Vilson Aparecido Rodrigues “Cacheta” , Marta Rossica foi a segunda a ocupar o cargo na pasta da Educação. A primeira foi Jacqueline Nogueira Franco.

Às 19h14 desta sexta-feira, portanto após o pedido de exoneração de Marta, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Itaporanga enviou um release com o título Alteração na jornada escolar dos professores é regularizada pela Prefeitura Municipal de Itaporanga.

E o texto começa dizendo: “O anseio de todos os profissionais da Rede Municipal de Educação de Itaporanga será atendido pela atual administração do Prefeito Vilson Rodrigues “Cacheta”, conforme informou a Secretaria Municipal da Educação na tarde desta sexta-feira, dia 15 de fevereiro de 2019 e depois o resto dá os detalhes.

O estranho nesse conteúdo enviado pela Prefeitura é que sempre se fala em Secretária Municipal de Educação, mas não traz o nome da nova secretária.

O município passa também por uma crise relacionada à Educação: está em andamento uma CPI instaurada em novembro passado, contra o prefeito Cacheta, por supostas irregularidades na contratação e terceirização do transporte escolar. Veja aqui Contra o prefeito “Cacheta”, Câmara de Itaporanga-SP acata denúncia e pedido de CPI .

Na época o ItapoNews fez contato com o prefeito “Caheta” para obter dele uma manifestação sobre a acusação, mas ele disse que não tinha recebido a notificação e não estava inteirado, e assim que tomasse conhecimento e se inteirasse do conteúdo (denúncia) retornaria com uma manifestação, o que até o momento não ocorreu.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de