Itararé terá Frente de Trabalho

O secretário municipal de Indústria, Comércio e Empreendedorismo, Dirceu Vieira juntamente com o chefe de Gabinete, Júlio Souza, estiveram no último dia 21, reunidos com o secretário estadual do Emprego e de Relações do Trabalho, Tadeu Morais. No encontro foi confirmada a implantação da Frente de Trabalho, um programa do governo estadual emergencial e de auxílio-desemprego.

O município abrirá aproximadamente 100 vagas, que serão ofertadas para as áreas de serviço de limpeza, manutenção e preservação de áreas públicas. Na próxima terça-feira, dia 27, em Capão Bonito, haverá a solenidade oficial para a implantação desse programa.
Na reunião também estiveram presentes os vereadores Lúcio Mariano e Mara Galvão, além do deputado estadual, João Caramez.
 
Como funciona a Frente de Trabalho
 
O bolsista da Frente de Trabalho permanece no programa por até nove meses, com jornada de atividades de até seis horas diárias, quatro dias por semana. No quinto dia, ele faz um curso de qualificação profissional ou alfabetização.
A participação no programa não representa vínculo empregatício, já que tem caráter assistencial e de formação profissional.
Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais.
Os participantes prestam serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e frequentam o curso de qualificação profissional, um dia por semana. São 150 horas de capacitação. (Da Assessoria de Imprensa da P.M.I)

Compartilhar

Notícias relacionadas