Jovens poetisas itaporanguenses se destacam e conquistam participação no Coletânea Literária 2021, publicado pela APEB Botucatu

Através do Ponto de Cultura Angelino de Oliveira de Itaporanga-SP, quatro jovens poetisas itaporanguenses obtiveram sucessos com as suas produções e a partir do dia 26 de setembro de 2021, fazem oficialmente parte do livro “Coletânea Literária 2021” que foi publicado pelo APEB (Associação de Poetas e Escritores de Botucatu) com apoio da presidente da instituição Jenifer Almeida Donida, que está à frente e foi idealizadora deste projeto, cujo intuito é abranger desde pequenos a grandes renomados escritores e poetas do Brasil, contando também em algumas edições com a presença de escritores de fora do país; este ano a coletânea foi lançada com maestria, e chegou à sua 29° edição do anuário da APEB.

Todo o evento de entrega e oficialização do livro ocorreu na Pinacoteca Fórum Das Artes na cidade de Botucatu, onde foram reunidos os autores integrantes do livro (respeitando todos os cuidados, restrições e distanciamento do Covid-19). As poetas integrantes do Ponto de Cultura Angelino de Oliveira de Itaporanga, foram representadas pela coordenadora Adriana Padilha, que contou com o apoio total do empresário Newton Aquiles da Rosa , para receberem em mãos os exemplares.

As poetisas, Thainá Maria Gomes de Melo (15 anos), Maria Vitória da Rosa Veiga (16 anos), Maria Luiza Almeida de Barbosa (19 anos) e Graciele Gonçalves Vieira da Costa (24 anos) pela primeira vez, juntas, tiveram os seus poemas lançados e publicados na conceituada obra “Coletânea Literária 2021”, editada pela APEB (Associação de Poetas e Escritores de Botucatu).

Isso tudo, graças aos empenhos do Ponto de Cultura Angelino de Oliveira, por sua coordenadora, a acadêmica itaporanguense Adriana de Jesus Padilha, que articulou parceria de intercâmbio cultural com a APEB, através do acadêmico botucatuense Ramiro Vieira de Andrade.

“As jovens tiveram seus poemas em análise, e nenhum deixou de ser publicado sendo assim Itaporanga, SP passou a ter quatro poetisas jovens, levando mensagem aos leitores nesse momento tão delicado, a pandemia. Todas dizem ter tido imenso apoio de familiares e amigos, para que participassem deste projeto de realização pessoal e interação social. O Ponto de Cultura Angelino de Oliveira está aberto para receber mais poetas para se integrarem ao grupo de ativistas iniciais”, pontuou Adriana de Jesus Padilha.

“Ficam aqui os nossos agradecimentos, a todos os envolvidos desde a análise, até a entrega final dos livros, todos vocês são partes muito importantes desse momento, e juntos tornamos ele único e inesquecível!”, finalizou a coordenadora Adriana.

Instagran com poemas: @emocoesnapontadolapis @xtmalubarbosa
Facebook : https://www.facebook.com/groups/angelinodeoliveira

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments